Presidente do PEN fala de apoio a Veneziano e taxa secretário de Estado de desequilibrado

ricardo-marcelo-rebate-criticas-de-rc_1.jpg.280x200_q85_cropO presidente da Assembleia Legislativa e presidente estadual do PEN, Ricardo Marcelo, em visita no Sertão da Paraíba, declarou que o partido ainda não faz parte do ‘Blocão’, para disputar o Governo em 2014. “Estamos fazendo ponderações para nosso ingresso no blocão”

Ricardo Marcelo assegurou que está do lado do povo e não do Governo e disparou: “A gente tem avaliado friamente e chegamos a conclusão que nada tem funcionado direito, e é preciso que a gente fique do lado do povo e não de palácio”

Conflito no hospital
O presidente taxou de “aburda” a confusão gerada no hospital de trauma de João Pessoa na semana passada, envolvendo os deputados de oposição e o secretário de Saúde, Waldson de Sousa.

“A intolerância do secretário me surpreendeu muito. Pensei que ele fosse uma pessoa equilibrada, mas não é”. Disse Ricardo Marcelo

Ele declarou também, que esse tipo de situação é característica do Governo de Ricardo Coutinho (PSB), que não respeita os poderes. “Ele agride as pessoas e não respeita sequer a liberdade das pessoas”

2014
O presidente revelou que está sendo procurado por várias correntes políticas, podendo o PEN fazer parte da majoritária em 2014.

Ricardo Marcelo disse que pode escolher Cássio Cunha Lima (PSDB) ou Veneiano Vital (PMDB), para apoiar. “São meu amigos”

RC
Ele disse que Ricardo Coutinho não é inimigo, mas “é difícil de se conviver”, e descartou apoio ao socialista na disputa em 2014. “Certeza, não tem como conviver com uma pessoa que não tem respeito, acha que o sol nasceu só para ele”

Diário do Sertão