Maranhão

Presidente do PMDB de Cajazeiras se manifesta a favor de Maranhão e critica união com Ricardo Coutinho

vituriano abreu 1O presidente do PMDB municipal de Cajazeiras, ex-deputado Vituriano de Abreu, manifestou nessa terça-feira (17) sua posição sobre o impasse dentro do partido. Para ele, os peemedebistas devem manter a aliança com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e o com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), firmada nas eleições municipais de 2016, com as bençãos do presidente estadual da legenda, senador José Maranhão.

Em nota, Vituriano afirma que há “mais solidez para o futuro do partido” apostar “no lado e experiência do senador Maranhão”. “Dentre tantos motivos, há um muito importante: A inclusão ao grupo do grupo de Luciano, de Rômulo Gouveia, de Cássio e, principalmente: do governo federal”, disse.

Ele ainda critica o senador Raimundo Lira e a intenção do grupo liderado pelo parlamentar de fazer aliança com o governador Ricardo Coutinho nas eleições de 2018. “O grupo Lira foge da liderança de Cassio e espera tangência do governador para o seu surgimento novamente na política. Aliás, esse senador já ascendeu à vida pública duas vezes nas costas dos outros (Humberto Lucena e Vitalzinho), nas duas eu estava presente carreando-lhe votos. Outra coisa, em nada adiantou seu grupo, que se repete agora, esperar pela influência de Ricardo porque perderam justamente nas cidades que temiam. Não acho que houve melhora”, afirmou.

Veja a nota completa:

Ao chegar hoje à minha residência, deparei-me com um telegrama , oriundo do presidente do partido na Paraíba , senador maranhão , convocando-me para uma reunião na sede do referido partido , dia 20, sexta-feira .

Durante toda semana eu já vinha ouvindo, lendo e vendo diversas discussões sobre algumas discórdias entre os líderes .

Praticamente as justificativas são as mesmas do ano passado , na hora da definição onde se aproximavam as eleições municipais .

Para o grupo do senador maranhão melhor seria acompanhar Luciano Cartaxo , para o outro grupo devia ser melhor acompanhar o governador por conta da maquina estadias que era mais forte .

A princípio tudo isto era e é normal numa política .

Contudo , nunca se buscou perguntar aos eleitores se eles gostam disto . Até porque quase ninguém explica corretamente as intensôes verdadeiras .

Exemplificando esta situação :

O grupo ” Lira ” foge da liderança de Cassio e espera tangência do governador para o seu surgimento novamente na política . Aliais ,esse senador já ascendeu à vida pública duas vezes nas costas dos outros( Humberto Lucena e Vitalzinho) , nas duas eu estava presente carreando-lhe votos.

Outra coisa ; em nada adiantou seu grupo , que se repete agora , esperar pela influência de Ricardo , porque perderam justamente nas cidades que temiam . Não acho que houve melhora !

Toda Paraíba sabe que a sombra do governador não serve pra ninguém , exceto ele mesmo .

Será tem algum gozo se ter alguns minutos de glória e depois desgostos ?

Ainda vejo mais solidez para o futuro do partido , ao qual faço parte como membro da executiva , apostarmos no fado e experiência do senador Maranhão.

Dentre tantos motivos, há um muito importante:

A inclusão ao grupo do grupo de Luciano, de Romulo Gouveia, de Cassio e, principalmente: do governo federal.

Os que enxergam uma luz para o partido progridir com Ricardo, não é a minha visão.
Posso até estar errado, porém vou acreditar na minha intuição.

Blog do Gordinho