Presidente do PT cobra sinceridade de Cartaxo e diz que ele fez opção pelo conservadorismo

Presidente do PT cobra sinceridade de Cartaxo e diz que ele fez opção pelo conservadorismo

presidente ptDesde quarta-feira, 21, repercute na mídia paraibana a entrevista do prefeito Luciano Cartaxo ao Jornal Valor Econômico justificando a sua saída por causa da “rejeição” que o Partido dos Trabalhadores sofre. O presidente estadual do PT/PB, Charliton Machado, destaca que a “saída do prefeito do partido foi uma opção pelo conservadorismo, uma guinada reacionária do seu governo”.

“Os argumentos apresentados na entrevista do Valor Econômico não refletem a sinceridade política como Luciano Cartaxo conduziu esse processo. Sua saída do PT foi construída há aproximadamente dois meses, e essa foi uma informação dita por Rômulo Gouveia. Ele fez uma opção política por outras alianças”, disse.

Ainda segundo Charliton, as alianças que o prefeito de João Pessoa quer construir estão fora do arco político previsto pelo PT da Paraíba: “Entre os partidos que ele quer como aliando está o PSDB do senador Cássio Cunha Lima”.

Finalizando a sua fala, o presidente estadual do PT/PB enfatiza que o “desmonte do governo, o desmonte das políticas sociais da sua gestão, e a redução do alcance de um projeto que foi vitorioso em 2012, graças à militância e a força do PT, está sendo construído”: “O prefeito deveria ter coragem e sinceridade de falar a verdade, de falar os reais motivos que fizeram ele deixar o PT, partido que construiu a sua candidatura e a sua eleição. Não devemos esquecer também que é o PT, através do Governo Federal, que repassa milhões para as obras da Prefeitura de João Pessoa, mas isso não é mais citado nos discursos e nos textos para a imprensa”.

Ascom