Preso suspeito de movimentar mais de R$ 1 milhão com cheques roubados

Preso suspeito de movimentar mais de R$ 1 milhão com cheques roubados

Uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Rodoviária Federal resultou na prisão de um homem 34 anos, na BR-230, por cumprimento a um mandado de prisão preventiva pela suspeita de crimes de resistência, ameaça, dano ao patrimônio público e fraude processual. A prisão ocorreu na sexta-feira (1°).

O homem é suspeito de compensar centenas de cheques roubados em uma ação criminosa ocorrida em abril de 2018, em Campina Grande. Segundo a Polícia Civil, ele teria agido mesmo tendo conhecimento da origem ilícita dos documentos. O montante dos cheques roubados ultrapassou R$ 1 milhão.

Quando o procedimento policial começou, o suspeito também teria passado a tentar manipular várias testemunhas, mentindo e tumultuando a investigação, conforme a polícia, o fato foi comprovado no inquérito policial, e motivou o mandado de prisão.

Ele residia em Lagoa Seca e ao tomar conhecimento do mandado fugiu. Foi quando as investigações apontaram que ele estaria em João Pessoa. Na sexta (1°), a polícia recebeu informações sobre o suspeito e foi descoberto que ele estaria voltando de Esperança para João Pessoa. Com a ajuda da PRF, uma barreira policial foi montada na BR-230 e o homem foi capturado.

Na delegacia, foi comunicado ao suspeito que o aparelho celular dele iria ser apreendido e ele tentou quebrá-lo. Durante a tentativa de contê-lo, ele resistiu à abordagem da polícia, ameaçou investigadores e quebrou um móvel do local. A polícia acredita que a tentativa de destruição do celular ocorreu para evitar a mostra de possíveis provas de crimes.

Também foi apreendido o veículo em que ele foi preso, para verificação de procedência. O preso ainda é suspeito de participação em uma quadrilha especializada em clonagem de veículos.  Ele foi levado para a carceragem da Central de Polícia Civil de Campina Grande e  espera a audiência de custódia.

Portal Correio