Procurador da Fazenda tenta matar juíza a facadas no TRF de São Paulo

Foto: André Brito 

O procurador da Fazenda Nacional Matheus Carneiro Assunção tentou matar a juíza Louise Filgueiras dentro da sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo. Assunção invadiu o gabinete da juíza, que foi convocada para substituir o desembargador Paulo Fontes, e chegou a dar uma facada no pescoço da magistrada.

O homicida em potencial já havia mostrado que não estava com as melhores intenções durante despacho com a desembargadora Cecília Marcondes e ao entrar no gabinete do desembargador Fábio Prieto. Ao descer, pelas escadas, invadiu a sala onde estava Filgueiras.

De acordo com o Conjur, a juíza trabalhava em sua mesa e foi surpreendida pela invasão do procurador, mas conseguiu se afastar dele, pois as mesas dos desembargadores são grandes e dificultou a ação.

Diante do insucesso, ele jogou uma jarra de vidro contra Filgueiras e o barulho chamou atenção de outras pessoas, que conseguiram imobilizar o criminoso. Assunção foi preso em flagrante.

A ação de Assunção chama atenção pela semelhança com o descrito pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que revelou ter ido armado ao Supremo Tribunal Federal para matar o ministro Gilmar Medens. As únicas diferenças são que Janot tinha um alvo específico, usaria uma pistola e não procedeu com o plano, enquanto Assunção parecia não ter plano ou alvo e usou uma faca.

Diário do Poder