O professor disse que a prefeitura desmorisou a justiça mais uma vez assinou Tac e não cumpriu

Professor diz que Reginaldo Pereira desmoralizou a justiça por assinar Tac, e não cumprir

IMG_20150116_102647627[1]O professor Francisco do cordel como é conhecido popularmente no estado da Paraíba, e do município de Santa Rita revoltado e indignado por não receber seu salário desde dezembro de 2014, na manhã desta sexta-feira (16) participou da reunião na sede do Ministério Público lotada de servidores indagou ao promotor Onéssimo Cezar, que intermediava a reunião que o prefeito de Santa Rita “desmoralizou a justiça mais uma vez por assinar um “Tac” e não assumir o compromisso com a justiça e os servidores”.

O Francisco do cordel afirmou ainda que a prefeitura de Santa Rita se dirigiu até o Ministério Público quando tomou conhecimento que o sindicato iria impetrar um mandado de segurança para garantir o salário do servidor e assinou um compromisso para o dia 13 e agora vem com uma conversa que não tem dinheiro e fala em parcelamento e que as receitas foram repassadas.

“Não somos analfabetos prefeito, somos formadores de opinião e com várias faculdades, não somos comissionados, estamos aqui compromissados com a educação do município e queremos receber nosso salário que está atrasado e o praticamente comprometeu o mês de Janeiro. Queremos saber o que o Sr fez com os repasses”, desabafou o cordelista.

O cordelista disse ainda que estamos aqui na reunião e qual a credibilidade que a administração passa para a categoria que até agora não mostrou uma justificativa plausível, a saúde e a educação estão paralisadas e enquanto não recebermos nosso salário não iniciaremos as aulas no município, afora outras discussões que começaremos nas próximas semanas, complementou

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.