João Pessoa 19/02/2019

Início » Câmara em foco » Professora ironiza a gestão Panta em assembleia e diz: “Estamos trabalhando para comprar papel e não feira a três anos sem reajuste”.

Professora ironiza a gestão Panta em assembleia e diz: “Estamos trabalhando para comprar papel e não feira a três anos sem reajuste”.

A professora disse que a palavra de ordem é resistir e mobilizar contra a gestão do prefeito Panta que não gosta de pagar a servidor em Santa Rita.

Professora ironiza com a gestão Panta em assembleia geral do magistério e diz ” que a categoria do magistério de Santa Rita-PB parece que está trabalhando para comprar papel e não feira para alimentar sua família”, referindo-se a salários atrasados ainda e terço de férias de 2016, terço de férias 2017-2017, 2018-2018 e 2019 e reajuste do magistério e piso salarial que foi o único prefeito do Brasil que reduziu salário de professor e por cima de tudo não dialoga com o sindicato uma verdadeira ditadura que tachou de vergonha.

A servidora revelou ainda que presta serviço na rede estadual de ensino na área de educação a muitos anos e mesmo entrando um novo governador já está prestes a receber o terço de férias e o piso do minímo já foi implantado e a quarta cidade do estado Santa Rita com pouco mais 4,2 mil servidores do quadro é preciso está no meio da rua paralisando o trânsito gerando transtorno na cidade e o prefeito Panta ainda não honrou desde que assumiu à prefeitura e sua proposta de campanha era de valorizar os professores que até hoje não aconteceu, e não concedeu nenhum reajuste a servidor e ainda persegue quem se opõe a ele e que a população o rejeita pela péssima gestão como médico e gestor, disparou a professora revoltada e indignada sem reajuste e com direitos ceifados.

A professora na assembleia no sindicato foi uma das servidores que contribuiu na construção da proposta de planejamento para resistir as práticas abusivas contra servidores e nas mobilizações semanal que iniciarão na próxima semana caso ele, o prefeito não receba a categoria e que não os compromissos de forma geral para com os servidores que a prefeitura não passa por nenhuma crise como demonstra os repasses de recursos federal e os gastos excessivos que falta mesmo na gestão Panta é compromisso e prioridade, desabafou.

Lamartine do Vale