Professores Aposentados de Santa Rita discutem em assembleia no Sinfesa perda salaria de 5% referente a 2016

Professores Aposentados de Santa Rita discutem em assembleia no Sinfesa perda salarial de 5% referente a 2016

O Sindicato de Servidores Públicos Municipal de Santa Rita-PB-Sinfesa, realizou nesta sexta-feira (7), em sua sede, no Centro, a primeira assembleia com os professores aposentados da prefeitura de Santa Rita para discutir as perdas salariais referente ao de 2016 o direito de 05%, que segundo o presidente do sindicato que após assumir a nova gestão em 2017 o prefeito Panta ignora efetuar esse reajuste, além dos reajustes do piso salarial que não vem sendo cumprido referente aos anos de 2017, 2018 e 2019, a tratativa da assembleia dos professores aposentados só terão direito ao benefício dos 05% os que possuem paridade do que foi acordado em 2016, o presidente do sindicato José Farias disse que todos os tipos de direitos a gestão Panta se nega a pagar mesmo em lei, lembrou o sindicalista.

Para o presidente do sindicato, José Farias, avaliou a reunião como bastante positiva com os professores aposentados para trazer de volta os benefícios que não foram cumpridos desde a gestão anterior protegida por lei, diante mão, na discussão a direção do sindicato necessita de documentos dos servidores aposentados para provocar uma ação, haja vista, José Farias afirmou que todos os dias estar na administração cobrando os benefícios dos servidores atentamente por meio de ofícios e além de dialogar com setores da gestão, mas fomos ignorados para recompor essa perdas de 05% e do piso que a gestão Panta nunca realizou um reajuste que chega a três anos, afirmou o presidente.

Conforme a professora Fátima Soares disse que a assembleia foi muito boa com professores aposentados e agradeceu a iniciativa do sindicato aonde nos convidou para discutir meios para recompor as perdas salariais dos aposentados, que a atual gestão Panta não cumpri com salários ainda de 2016 no valor de 05% além das perdas na implantação do piso salarial dos últimos três anos dos aposentados dos inativos e também os da ativa, o que chamou a atenção na palavra da professora Fátima é a falta de compromisso da gestão em conceder direitos ao completar quase três anos que até para dialogar é muito difícil com essa gestão, e o que nos resta agora é judicializar para obter nossos direitos que por mais que seja ruim essa gestão vai passar e o prefeito vai responder pelos seus atos, ponderou a professora aposentada.

Lamartine do Vale