Projeto cria rodízio de carros no Centro de João Pessoa

facacega djanilsonO vereador Djanilson da Fonseca (PPS) apresentou, na Câmara de João Pessoa, projeto de lei que indica ao prefeito Luciano Cartaxo (PT) a instalação do rodízio de veículos no Centro da Capital. Objetivo: melhorar o trânsito com a redução de carros nas ruas, obedecendo a cronograma fixado pela Prefeitura. O rodízio funciona na cidade de São Paulo.

No projeto de lei, Djanilson fala em sistema de rodízio nas vagas de estacionamentos públicos.

“Fica implantado, nas vagas de estacionamentos públicos nas ruas do Centro de João Pessoa, o sistema de rodízio. A medida objetiva a melhoria das condições de estacionamento nas ruas do Centro da cidade, através da redução do número de veículos”, diz o texto do projeto indicativo.

Restrição

O projeto acrescenta que a restrição ao estacionamento nas ruas do Centro da cidade será estabelecida levando em consideração o dígito final da placa de licenciamento dos veículos, da seguinte forma: nas segundas-feiras, ficam proibidos de circular os carros com placas de com final 1 e 2; nas terças, a proibição será para os carros com placas com final 3 e 4; às quartas-feiras serão destinadas à proibição dos carros com placas de final 5 e 6. Os carros com final 7 e 8 estarão proibidos de circular nas quintas-feiras. Nas sextas, a proibição será para os carros cujas placas tenham final 9 e 0.

“O Poder Executivo deverá definir os critérios adotados para a implantação do sistema de rodízio, bem como as ruas e avenidas que estarão sujeitas a restrição de estacionamento”, afirma Djanilson.

Proibidos

O projeto de lei também define os veículos que não serão proibidos de circular: os que pertencem ou estão a serviço de órgãos públicos (inclusive ambulâncias e viaturas policiais e do Corpo de Bombeiros), motocicletas e similares, táxis, transportes escolares, guinchos, carros que transportam ou sejam dirigidos por portadores de deficiência física, veículos de transporte e segurança de valores, veículos que estejam realizando carga e descarga de mercadorias e outros empregados em serviços essenciais e de emergência.

Confira a matéria na integra na edição desta quarta-feira (13), no Jornal Correio da Paraíba.

 

Portal Correio