‘Proposta indecente em Santa Rita’: Panta emite nota, e Neto começa a liberar prints da conversa do suposto assédio

Após a repercussão da proposta que teria sido feita por mensageiros de Emerson Panta ao Major Neto (PSL), pré-candidato a prefeito de Santa Rita pelo PSL, para que retire sua postulação com vistas ao pleito do ano que vem em troca de “benefícios”, o alcaide canavieiro emitiu nota nesta manhã “repudiando” as declarações do oficial, e prometeu acioná-lo judicialmente.
Panta ainda afirma que “não autorizou ninguém a falar sobre qualquer interesse político”.
Confira a nota de Panta:
Em sua tréplica, Neto liberou parte da abordagem que recebeu do cidadão conhecido como Dinho, reconhecido assessor de Panta, que possui amplo acesso às diversas instâncias da gestão municipal santarritense e que transita livremente entre o grupo político do prefeito.
Nas imagens printadas do WhatsApp, Neto revela o insistente convite feito por Dinho para que encontre com Panta para “ouvir” a proposta do doutor e afirma, inclusive, estar com ele ao lado em uma dessas conversas.
O caso promete, e se Panta realmente acionar a Justiça em relação ao episódio, o Major avisa que as próximas revelações serão áudios onde ficam comprovados o assédio e as propostas que foram feitas para Neto retirar a sua candidatura e o que lhe foi oferecido em troca disso.
Diante da postura pública de Panta, fica claro que Dinho está sozinho na empreitada, resta saber se o assessor, caso tenha agido a mando do prefeito, se lançará aos leões para proteger o chefe.
Estas serão as cenas dos próximos capítulos.
Germano Costa
para o News Paraíba