PSB lança hoje Eduardo Campos e Marina Silva à sucessão presidencial

Eduardo CamposO PSB lança hoje seus pré-candidatos à sucessão presidencial, em chapa composta por Eduardo Campos (presidente) e Marina Silva (vice). Ex-governador de Pernambuco, Campos espera, com a aliança, conquistar parte dos 19,6 milhões de votos que Marina obteve nas eleições de 2010, quando disputou a presidência pelo PV.

Marina declarou apoio a Campos em outubro de 2013 porque não conseguiu criar um partido para voltar a concorrer à presidência. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou o pedido de registro da Rede Sustentabilidade. O tribunal entendeu que a sigla não conseguiu obter o respaldo popular exigido em lei, que é de pelo menos 492 mil eleitores –faltaram quase 50 mil assinaturas de apoio.

De acordo com última pesquisa, realizada pelo instituto Datafolha no início de abril, a presidenta Dilma Rousseff registrou queda de seis pontos nas intenções de voto desde fevereiro, data da sondagem anterior. Mesmo assim, ela seria reeleita com 38% dos votos, em primeiro turno. Seus prováveis adversários não cresceram. Campos, por exemplo, variou de 9% para 10%.

Ainda conforme a pesquisa,  em cinco cenários testados, a única candidata que forçaria um segundo turno seria a ex-senadora Marina Silva, com 27% dos votos, quatro pontos a mais que em fevereiro.

PPS e PPL também integram a aliança. A solenidade para formalização das pré-candidaturas vai acontecer em Brasília. A indicação de Eduardo Campos e de Marina Silva deve ser homologada somente em junho, em convenção nacional do PSB.

ParlamentoPB