PSB reelege Edvaldo Rosas e confirma João Azevedo como pré-candidato em 2018

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) reelegeu neste sábado (23) o presidente estadual do partido no estado, Edvaldo Rosas, para a condução da legenda. O atual secretário de Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente do Estado, João Azevedo, participou do evento e foi referendando como nome para concorrer ao governo da Paraíba em 2018.

Além de Rosas, o governador Ricardo Coutinho esteve presente no evento, defendendo a continuidade do projeto dele em 2018 e afirmando que o PSB segue “fortalecido”.

“Acho que o partido consegue sair fortalecido. O encontro reelege Edvaldo Rosas na presidência do partido, em um encontro de unidade, de convergência, de um partido que tem mudado a história e a relação do público com a sociedade. É um grande ganho não só para o PSB, mas para a política e para a Paraíba e quando você encontra o país na dificuldade que a política passa, percebe que a Paraíba está num bom caminho. Aliás, se a gente compara com a nossa história, está no melhor caminho”, afirmou.

Ricardo seguiu atacando a Prefeitura de João Pessoa e opositores, ao criticar a situação da barreira do Cabo Branco, além de manter a defesa do fim do racionamento em Campina Grande, dizendo que há respaldo técnico para que a cidade tenha o abastecimento regular. “Não sou mesquinho; não faço a política da mesquinharia, quero que o estado avance”, falou.

O reeleito Edvaldo Rosas defendeu o nome de João Azevedo como pré-candidato e disse ao Portal Correio que o governo Ricardo não pode ser alvo de críticas.

“Vamos massificar o nome de João em toda a Paraíba. O nome de João é qualificado; ele toca esse trabalho. Temos 200 obras para inaugurar até dezembro do ano que vem. A oposição não tem um discurso contra essa gestão, nem do ponto de vista de crise nem de corrupção; estamos muito bem avaliados”, afirmou.

O congresso do PSB ocorreu na manhã deste sábado (23), no Esporte Clube Cabo Branco, em João Pessoa, reunindo delegados de praticamente todos os municípios do estado, além de deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e presidentes dos diretórios municipais.

A programação do Congresso começou às 9h, com abertura e aprovação do regimento interno, seguida de uma mesa com análise de conjuntura e balanço da gestão, encerrando-se com o processo eleitoral e posse do novo diretório estadual.