João Pessoa 23/05/2019

Início » Destaque » PSG fecha acordo de R$ 211 milhões e terá um dos maiores patrocínios do futebol

PSG fecha acordo de R$ 211 milhões e terá um dos maiores patrocínios do futebol

Rede de hotéis, que irá estampar sua marca no peito da camisa do PSG, chega para substituir a Fly Emirates, empresa aérea dos Emirados Árabes que patrocinava o clube há 14 anos

Se dentro de campo o Paris Saint-Germain segue a todo vapor tanto no Campeonato Francês quanto na Liga dos Campeões, onde possui a vantagem no confronto contra o Manchester United, fora das quatro linhas também segue fazendo sucesso. Nesta quinta-feira, o clube francês anunciou seu novo patrocinador máster, que se trata da rede de hotéis Accor, com contrato que deve ser um dos maiores da Europa.

“ALL (Accor Live Limitless), o novo programa de fidelidade de estilo de vida da Accor, se tornará o principal parceiro e patrocinador da camisa do PSG a partir da temporada 2019/2020”, comunicou o clube francês em sua conta oficial no twitter.

A rede de hotéis, que irá estampar sua marca no peito da camisa do PSG, chega para substituir a Fly Emirates, empresa aérea dos Emirados Árabes que patrocinava o clube há 14 anos. E ao que tudo indica, o novo acordo deve render uma quantia bastante favorável ao time presidido por Nasser Al-Khelaifi.

De acordo com o jornal francês Le Parisien, o patrocínio do Paris com a Accor será um dos mais rentáveis da Europa, ficando entre os quatro maiores acordos. A publicação ainda afirma que as cifras devem rondar a casa dos 50 milhões de euros (cerca de R$ 211 milhões), ficando atrás dos 52 milhões de euros recebidos pelo Manchester City e os 70 milhões de euros que o Real Madrid ganha justamente com o ex-patrocinador do PSG.

Dentro das quatro linhas, o clube da capital francesa segue em ótima fase. Depois de superar o Manchester United por 3 a 0 na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, os comandados de Thomas Tuchel golearam, na última quinta-feira, o Montpellier, aumentando para 15 pontos a vantagem na liderança do Campeonato Francês.

Gazetapress