PT adia votação da aliança com o PMDB e mantém candidatura própria

PT ADIA REUNIÃOO PT teve um Encontro Estadual agora pela manhã, no ginásio do Sindicato dos bancários, em joão Pessoa, e ficou mais próximo de uma aliança com o PMDB. Nada foi oficializado e a votação sobre a aliança foi adiada, mas a estratégia de parceria para reforçar a reeleição da presidente Dilma Rousseff deverá ser mantida. “Todos sabem que o projeto de reeleição de Dilma é prioridade. Há um indicativo muito grande de que é muito forte a possibilidade de aliança com o PMDB. É importante não criar nenhuma zona de atrito com o PMDB. Ainda assim, foi importante não ser votado hoje para ser votado posteriormente”, disse Nadja Palitot, provável candidata ao Senado caso o PT feche a aliança. Por enquanto, está mantida a candidatura própria ao Governo do Estado.

O prefeito Luciano Cartaxo disse que a reunião deste sábado reflete o grau de maturidade do PT. “É uma decisão madura. Vamos ouvir ainda mais a base do partido para tomar a decisão, avaliando melhor o cenário e priorizando a reeleição da presidente Dilma. O PT tomará uma decisão através do Diretório Estadual. Não há nenhuma aliança pronta! A partir de agora, finalizaremos através do Diretório Estadual e não mais pelo encontro estadual. A militância, os delegados e os parlamentares decidiram que precisamos de mais tempo para tomar essa decisão”, disse Luciano Cartaxo.

A ex-deputada Nadja Palitot já havia explicado que, em caso de parceria com o PMDB, o PT ficará com a vaga para a disputa do Senado. Essa estratégia, ainda conforme Nadja, faz parte de um plano nacional em prol da reeleição de Dilma.

Jãmarrí Nogueira