Quatro são presos por estupro; em JP, suspeito pode ter atacado cinco mulheres em um mês - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Quatro são presos por estupro; em JP, suspeito pode ter atacado cinco mulheres em um mês

1367170644194-sirene-de-policia (1)O suspeito de ter cometido pelo menos cinco estupros do final do mês de setembro até agora foi preso na noite desse domingo (20) quando se preparava para cometer mais um dos crimes no bairro do Altiplano, Zona Leste de João Pessoa.

As informações sobre o caso foram passadas pela delegada Wanderleia Gadi. Ela afirma que ele já era investigado pelos estupros e depois da prisão pode ser que outras vítimas apareçam e o identifiquem.

Conforme a delegada, na noite desse domingo, o homem parou a moto em uma esquina, pediu o celular de uma vítima e em seguida ordenou que ela subisse no veículo. A mulher teria sido estuprada por ele em um terreno que fica próximo a um supermercado da Avenida Epitácio Pessoa.

A polícia chegou até o suspeito a partir de denúncias de um grupo de jovens, que viram a vítima nervosa sobre a moto e perceberam que ela havia feito um sinal, pedindo ajuda. Eles ligaram para a polícia e seguiram a moto até o Altiplano, quando as autoridades chegaram e o flagraram.

Segundo a delegada Wanderleia Gadi, o homem de 24 anos está na Central de Polícia para ser reconhecido por outras mulheres e ser ouvido pelas autoridades.

Sertão

No Sertão da Paraíba, uma mulher de 22 anos, que estava grávida, disse ter sido estuprada por três homens que foram presos na noite desse domingo (20), em Patos, a 305 km de João Pessoa.

A polícia identificou o caso após receber denúncias anônimas. Em depoimento às autoridades, a vítima disse que o marido dela reuniu outros dois amigos em casa para consumir bebidas alcoólicas. Ela teria sido obrigada por ele a fazer sexo com os três, mas recusou e acabou sendo violentada.

Os três homens, de 27, 33 e 47 anos, foram presos em flagrante, por uma equipe da Polícia Militar comandada pelo tenente Rafael. A mulher passou por exames de perícia médica no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), em Patos.

 

Portal Correio