QUEDA DE BRAÇO: deputado demonstra força, segura aliado em importante cargo federal e deixa presidente de partido ‘chupando dedo’ - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

QUEDA DE BRAÇO: deputado demonstra força, segura aliado em importante cargo federal e deixa presidente de partido ‘chupando dedo’

hugo mota 2323Diz a prática política que o Partido detentor de Ministério no Governo Dilma, indica o afilhado político para comandar o cargo federal nos respectivos estados, algo absolutamente natural, se uma articulação feita pelo deputado federal Hugo Motta (PMDB) que demonstrou força junto ao PMDB nacional e conseguiu segurar com unhas e dentes um aliado na Delegacia da Pesca na Paraíba.

A crise na relação política da bancada do PMDB, fez com que o deputado federal mais jovem do país mostrasse um poder de articulação de um veterano e conseguisse segurar o seu aliado o ex-vereador de Patos, Almir Mineral como adjunto da Superintendência Regional da Pesca na Paraíba ‘melaando’ a nomeação do advogado Inácio Machado, ex-apadrinhado de Damião Feliciciano (PDT) e hoje contando com as ‘bençãos’ do PRB do Pastor Jutahy, deputado estadual e presidente da legenda no estado, o ato já havia sido publicado no Diário Oficial da União, mas foi revogado por outra decisão do Ministério da Pesca mantendo Mineral na pasta que assim como um açude repleto de peixes,serviu para alimentar a eleição de Anísio Maia (PT) no pleito em 2010.

Seguindo os passos de Aguinaldo Ribeiro (PP) e Ricardo Marcelo (PEN), na arte de fazer uma política silenciosa, Motta agiu como bom articulador, trabalhando incansavelmente nos bastidores, dando uma ‘rasteira’ no Pastor Jutahy, consequentemente assegurou votos indispensáveis numa eleição que tem concorrentes de peso no PMDB como: José Maranhão, Nilda Gondim e Manoel Júnior.

MUDANÇA: o sociólogo Luiz Gonzaga Firmino Júnior (PT) assumirá o comando da Delegacia do Ministério do Desenvolvimento Agrário na Paraíba (MDA-PB) em substituição a Giucélia Figueredo (PT). A nomeação de Luiz Gonzaga já foi publicada no Diário Oficial da União.

O sociólogo é dirigente estadual do Partido dos Trabalhadores, professor universitário, atuou por três anos como superintendente federal do Ministério da Pesca na Paraíba e atualmente trabalhava na Fundação Cultural de João Pessoa.

A nomeação já era aguardada pela ex-delegada que fez questão de manter em seu lugar alguém com experiência administrativa e respaldo político para a função, de modo que o trabalho já realizado não perca o ritmo das ações e dos investimentos junto aos agricultores familiares do estado.

Henrique Lima

PB Agora