João Pessoa 16/02/2019

Início » Destaque » ‘Quem é derrotado não aceita’, diz Vitor Hugo após posse

‘Quem é derrotado não aceita’, diz Vitor Hugo após posse

Durante a conversa, o político denunciou três vereadores da cidade e falou sobre as novas eleições suplementares, previstas para março

O atual prefeito do município de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), declarou, em entrevista ao programaCorreio Debate desta quinta-feira (3), que se a oposição recorrer à Justiça contra sua posse é porque “quem é derrotado não aceita”. Durante a conversa, o político denunciou três vereadores da cidade e falou sobre as novas eleições suplementares, previstas para março. Acompanhe abaixo.

Posse

Vitor Hugo foi empossado no cargo e assumiu a prefeitura da cidade nessa quarta-feira (2). Questionado se a sessão foi definitiva, ele disse esperar que a oposição recorra. “O direito de recorrer é direito de qualquer decisão. Mas você recorre quando não reconhece a derrota. Eu, diferente de Geusa, obedeço ao regimento, enquanto ela rasga. A sessão foi realizada com total respeito, seguindo as normas. Sei que a briga jurídica vai continuar porque quem é derrotado não aceita. Eudes e Geusa não aceitam”, declarou.

Denúncia de vereadores

Durante a conversa, o prefeito fez sérias denúncias sobre três vereadores do município. José Eudes (PTB), Geusa Ribeiro (PRP) e Fabiana Regis (PDT) foram os alvos.

José Eudes (PTB) – “Ele já tem um processo, mas ele foi engavetado por Geusa, sua amiga. Não vou tirá-lo da gaveta, mas vou abrir um novo. O vereador faltou o ano de 2017 todo, o total de 54 sessões. Eu tenho tudo registrado. Vamos abrir um completo, com tudo redondo. Fora isso ele vive acusando que vou para cadeia, mas rumores apontam que a delação de Olívio Oliveira só deu Eudes. Quem disse que vou ser preso em cabedelo, pode ser preso a qualquer momento”, pontuou.

Geusa Ribeiro (PRP) – “Geusa, a que era presidente, já está em investigação. Há informações que ela recebia 50% do salário de todos os contratados da Câmara por ela. Não é acusação, é a verdade. Já está no Ministério Público, inclusive. Tinha um acerto. Os nomeados davam metade do salário a ela. Isso é o que as pessoas que fizeram a delação disseram. A mesa também deve pedir a cassação”.

Fabiana Regis (PDT) – “Geusa é réu confessa. Ela confessou que assinou a carta renúncia. Foi quebra de decoro. Ela deve perder o mandato esse ano ainda”, disse.

Gestão

O atual prefeito enfatizou que vai focar, a partir de agora, na administração pública. “Estou focado na administração pública. Quem merece a paz é a cidade. Enfrentei tudo porque amo Cabedelo”, disse.

Leto Viana

Sobre o ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, que está preso desde abril após a deflagração da Operação Xeque-Mate, Vitor Hugo disse que, da cadeia, ele tenta tirá-lo da prefeitura. “Têm pessoas me alertando. Elas vão visitá-lo na cadeia e ele manda o recado. Ele faz de tudo para me tirar, porque não manda mais em nada”, finalizou.

Eleições em março

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) definiu que a eleição para prefeito acontecerá no dia 17 março. Inicialmente, o pleito havia sido marcado para dezembro, mas após uma decisão judicial houve mudança na data. Vitor Hugo vai concorrer ao cargo e anunciou Aguinaldo Silva como seu vice.

“Meu vice é Aguinaldo Silva por indicação do governador da Paraíba, João Azevêdo. Faremos uma audiência com ele para apresentar alguns projetos, como a urbanização da praia”, informou.

Portal Correio