Quer tirar nota 1000 na redação do Enem 2019? Jovem cearense dá dicas

Quer tirar nota 1000 na redação do Enem 2019? Jovem cearense dá dicas

A cearense Livia Taumaturgo, de 18 anos, está entre os 55 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 que obteve a tão sonhada nota 1000 na redação. Além de ter frequentado as aulas do colégio e do cursinho preparatório em Fortaleza (CE) para realizar a avaliação, ela afirmou ao Metrópoles que estudava sozinha mais cinco horas por semana, com foco em produção de texto. Todo o empenho da estudante tem um propósito: conquistar uma vaga do curso de medicina da Universidade Federal do Ceará.

Após o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgar os resultados individuais, nessa sexta-feira (18/1), veio a boa notícia. Ao conferir seu desempenho no Enem, Livia constatou que atingiu a pontuação máxima no quesito texto e, então, notou que o sonho de ingressar no ensino superior está próximo de se tornar realidade.

“Confesso que fiquei surpresa”, disse. “Não foi um tema fácil. Foi um recorte complexo e bem específico, mas consegui desenvolver a redação com calma”, afirmou sobre o primeiro dia de prova, quando foi aplicado o caderno com as questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e a redação.

Arquivo pessoal

Obter o mesmo resultado de Livia não é tarefa fácil. Segundo o Inep, apenas 55 dos 4,1 milhões de candidatos ao Enem conseguiram cravar os 1000 pontos na parte de produção textual. Na edição anterior, apenas 53 pessoas gabaritaram essa parte do caderno de prova.

De acordo com a estudante, ela passava a manhã inteira no cursinho e assistia às aulas na escola à tarde. “Eu passava o tempo todo no colégio. Parava dois dias por semana para estudar sobre um tema especifico e isso eu conciliava com as outras áreas de conhecimento”, ressaltou. “Sempre fazia a revisão dos erros que eram apontados para me aperfeiçoar. Além disso, anotava tudo que achava interessante, leis, notícia. Também ficava ligada nos jornais para anotar os temas”, explicou.

Na avaliação de Lívia, Os participantes deste ano que pretendem obter êxito na redação devem definir metas graduais de estudo, procurar saber sobre leis e absorver o máximo de conhecimento histórico. “São pontos fundamentais para você ter uma bagagem na hora da prova”, afirmou.

Já conferiu sua nota?
O Inep disponibilizou, nesta sexta, as notas individuais e as médias gerais dos candidatos ao Enem 2018. Quem ainda não conferiu o resultado deve acessar a Página do Participante. Para realizar a consulta, é preciso incluir o CPF e a senha.

Segundo a autarquia, as notas dos treineiros e o espelho da redação estarão disponíveis a partir do dia 18 de março.

Houve mais casos de candidatos com zero na redação do que estudantes que conseguiram 1000 pontos. Foram 112.559 participantes a zerar a prova em 2018. Em 2017, 309.157 estudantes desrespeitaram as normas na hora de produzir o texto, o que resultou em nota zero.

No ano passado, 4.139.319 candidatos realizaram os exames. Isso representou um total de 75,1% dos 5,5 milhões de inscritos e figurou como o menor número de faltantes da série histórica.

A região Sudeste teve 36,6% dos 5,5 milhões de inscritos; seguida pelo Nordeste, com 32,8%. As mulheres representam 59% dos participantes, que estão concentrados na faixa etária dos 17 anos (17%), 18 anos (15,9%) e 19 anos (10,6%). A faixa dos 21 a 30 anos reúne 27,8% dos participantes.

Metrópoles