Ramon Acioly depõe no MP e pode fechar acordo de delação premiada

O empresário Ramon Acioly prestará depoimento hoje, às 14 horas, aos integrantes do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público.

A informação foi confirmada pelo advogado do empresário, Ramon Palmeira, que antecipou: Acioly pretende no primeiro momento ouvir os promotores.

“Maiores esclarecimentos a gente só vai poder saber de acordo com as perguntas”, explica, complementando na sequência: “Porque o cerne da questão já foi narrado”.

O empresário, que pode ser responsabilizado por corrupção passiva, deve tentar fechar um acordo de delação premiada antes de revelar mais detalhes da suposta conspiração empreendida pelo prefeito interino de Bayeux, Luiz Antonio, contra seu antecessor, Berg Lima.

Palmeira diz, porém, que não existe imputação criminal contra o empresário – e revela que foi ele, Acioly, quem tomou a iniciativa de procurar a polícia.

Palmeira revelou ainda que Acioly não manifesta arrependimento em relação a filmagem da conversa com Luiz Antonio. “Fez isso para se resguardar”, justificou o advogado.

Acioly é o empresário que aparece ao lado de Luiz Antonio em vídeo exibido com exclusividade pela TV Arapuan, programa Tribuna Livre, ancorado por Fabiano Gomes.

Ao longo de mais de uma hora e meia de conversa, o prefeito interino de Bayeux pede R$ 100 mil para bancar uma armadilha contra o então prefeito Berg Lima – preso há quase quatro meses, após ser flagrado recebendo propina (R$ 3.500) de um comerciante da cidade.

No vídeo exibido ontem no Tribuna Livre, feito dentro da sala de Acioly, o prefeito Luiz Antonio oferece uma contrapartida para o “investimento” do empresário.

“Tudo o que você quiser”, diz Luiz Antonio, que dá como certa sua posse e revela já está compondo sua equipe administrativa

Paraíba.com