Raoni denuncia mentira institucional da Prefeitura de JP sobre o turismo - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Raoni denuncia mentira institucional da Prefeitura de JP sobre o turismo

raoni mendes 33O vereador Raoni usou a Tribuna da Câmara de João Pessoa (CMJP), na manhã desta quinta-feira (6), para questionar a manipulação que a Prefeitura de João Pessoa fez dos dados de aquecimento de 10% a mais no número de clientes nos bares e restaurantes da capital como resultado do Extremo Cultural, quando na verdade o dado é referente ao mês de dezembro.

 

O depoimento do presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Marcos Mozzini foi utilizado em vídeo institucional pago com recursos públicos pela Prefeitura de João Pessoa induzindo a população a pensar que o evento realizado em janeiro aquece os bares e restaurantes. “Para minha absoluta surpresa, a propaganda mentirosa da prefeitura trouxe informações e uma entrevista do presidente da ABRASEL Paraíba, comentando sobre o incremento de 10% no setor de bares e restaurantes. Usando de má fé a prefeitura distorceu completamente o que disse o distinto senhor Marcos Mozzini, e usou suas palavras para ludibriar a opinião pública”, frisou.

 

Em nota, a Abrasel questionou a informação da forma como foi veiculada pela Prefeitura de João Pessoa. “Em vídeo veiculado desde o final da última semana nas TVs, a Prefeitura Municipal de João Pessoa cita os benefícios que o projeto Extremo Cultural trouxe para a cidade, inclusive o setor de bares e restaurantes, onde há uma fala do presidente Marcos Mozzini. No entanto, os dados em questão (crescimento de 10% do setor) não se referem ao período de realização do evento, mas ao mês de dezembro, período que coincidiu com a chegada do verão, férias e as festas do final do ano.

 

A Abrasel considera que os eventos realizados na orla prejudicam a arrecadação local e favorecem, principalmente, o mercado informal, causando uma queda de 50 a 70% no faturamento dos estabelecimentos formais. Porém, a intenção da associação e do setor não é que as apresentações culturais e os eventos populares deixem de acontecer, mas que elas sejam realizadas em um local com infraestrutura adequada e preparado com esta finalidade.

 

Em entrevista ao jornal Correio da Paraíba, na matéria ‘Empresários querem novo local’, publicada no dia 11 de janeiro, o presidente Marcos Mozzini deixa clara a sua opinião em relação aos eventos culturais e ao prejuízo que eles causam aos estabelecimentos da orla.”

SecomJP