João Pessoa 11/12/2018

Início » Destaque » Reclame Aqui registra aumento de 20% em queixas na Black Friday de 2018

Reclame Aqui registra aumento de 20% em queixas na Black Friday de 2018

Propaganda enganosa foi principal motivo Americanas lidera ranking de reclamações

Sites lideraram ranking de reclamações na edição deste anoMarcos Santos/USP Imagens

O site Reclame Aqui registrou 5.607 reclamações na edição da Black Friday 2018, realizada nessa 6ª feira (23.nov.2018). O acompanhamento do site, usado para registrar reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços, foi realizado das 11h de 4ª feira (21.nov) até às 23h59 dessa 6ª feira.

Em 2018, o site monitorou as reclamações recebidas por mais tempo do que anos anteriores. No entanto, se comparado com o mesmo período das outras edições (das 18h de 5ª até as 23h59 de 6ª), houve aumento de cerca de 20% em 2018, com 4.208 reclamações.

De acordo com diretor de operações do Reclame Aqui, Felipe Paniago, o volume de reclamações acompanhou o aumento de acessos do site, em busca de informações antes das compras.

“O brasileiro entendeu a dinâmica depois de algumas edições decepcionantes. Quem quer comprar, pesquisa mais. O consumidor não aceita problemas na hora da compra, como fila na loja virtual, valor do produto que aumentava ou mesmo problemas na finalização da compra”, disse.

Segundo o levantamento, a loja on-line da Americanas liderou no ranking de reclamações. Seguido pela loja online das Casas Bahia e do Netshoes.

PROPAGANDA ENGANOSA FOI PRINCIPAL QUEIXA

Propaganda enganosa e maquiagem de preço permaneceram na liderança dos principais motivos de queixas  assim como os últimos anos, com 14,2% dos registros. Divergências de valores e problemas na finalização da compra são os outros dois motivos mais reclamados, empatadas com 7,6% das reclamações.

Em seguida, atraso na entrega aparece com 3,9% das queixas. Segundo o Reclame Aqui, com a antecipação de ofertas oferecidas pelas marcas, o brasileiro começou a fazer as compras de Black Friday já no início de novembro. A última colocação ficou com estorno do valor pago, que recebeu 3% das queixas.

RECLAMAÇÕES SOBRE PASSAGENS AÉREAS SURPREENDEM

Na lista de produtos com mais reclamações, as passagens aéreas apareceram pela primeira vez no ranking, ocupando a 3ª posição, com 4,7% de representatividade. Smartphones e celulares lideraram, com 11,6% das queixas registradas, acompanhados por televisões, 5,3%, e tênis, 3,6%. Na 5ª colocação, com 2,9%, aparece o cartão de crédito.

Poder360