Reginaldo Pereira nega pagar 13º e campanha de vacinação a 119 agentes de Saúde de endemias e paralisação acontece dia 9 em Santa Rita - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Reginaldo Pereira nega pagar 13º e campanha de vacinação a 119 agentes de Saúde de endemias e paralisação acontece dia 9 em Santa Rita

20140106_113312Cerca de mais de 80 agentes comunitários de Saúde e endemias da prefeitura municipal de Santa Rita realizaram nesta segunda-feira (6), na sede do Sindicato dos funcionários públicos de Santa Rita-SINFESA, a primeira assembleia do ano em sua sede no sindicato, reivindicando do gestor Reginaldo Pereira, o 13º e a verba da vacinação canina realizada  no mês setembro repassada  á secretaria de Saúde e não pagos aos profissionais de saúde alem das péssimas condições de trabalho oferecidas sem equipamentos básicos para levar os serviços de saúde á população no município.

Na assembleia os profissionais de saúde juntamente com a direção do sindicato com a presença dos vereadores Josa de Nezinho, Aurian Lima e o vereador licenciado Bastinho do PT e o advogado Jurídico do sindicato, discutiram a situação de calamidade que se encontra os profissionais de saúde no município, questão salarial, condições de trabalho, o processo de efetivação que tramita no Tribunal de Contas do Estado e as denuncias de perseguições por parte da gestão aos profissionais de saúde.

Os profissionais em Saúde do município (Agentes comunitários e endemias) decidiram na assembleia em votação por unanimidade  que aguardam uma resposta por parte da gestão até a quarta-feira (8), caso não obtendo resposta, a categoria realizará uma nova assembleia na quinta-feira (9) no sindicato para deflagrar um paralisação envolvendo todos os profissionais envolvidos em saúde no município.

Ainda na  assembleia foi discutido  com os profissionais  em saúde sobre humanização e perseguição que vem sofrendo os funcionários por parte da gestão municipal (Os comissionados do prefeito) aos agentes comunitários e funcionários em geral que são concursados, como também uniformes e equipamentos de trabalho que a verba é especifica do governo Federal e não vem sendo aplicada  corretamente, denunciaram os profissionais da saúde do município.

O presidente do Sinfesa José Farias, após ao debate dos agentes de saúde,  realizou uma reunião com a direção do sindicato para definir a pauta positiva de assembleias durante todo ano que se iniciará dentro das próximos dias com todas categorias pertencentes ao município em relação a aumentos atrasados e direitos que não estão sendo concedidos em lei, na oportunidade será apresentada na Câmara de vereadores em defesa da população em geral, pontuou o presidente José Farias.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente.