Reginaldo Pereira sofre a primeira derrota na votação das emendas ao orçamento diante da oposição em Santa Rita - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Reginaldo Pereira sofre a primeira derrota na votação das emendas ao orçamento diante da oposição em Santa Rita

presidente da CâmaraO prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira sofreu a primeira derrota nesta quinta-feira (23) em sessão ordinária na Câmara Municipal, diante da bancada de vereadores oposicionistas em apreciação aos vetos das 51 emendas que o chefe do executivo barrou a lei orçamentária anual ao exercício 2014. Os vereadores votarão e com maioria simples no placar de 10 a 9 e com três votos da situação e com diferença de um voto aprovarão as emendas que agora incorporam ao projeto de lei 104/2013 exercício 2014.

Segundo o presidente da Câmara Municipal Josa de Nesinho disse que estava satisfeito em voltar ao plenário da Casa de Antonio Teixeira para apreciar os vetos que barrou todas as emendas ao orçamento que beneficiavam todos os Bairros, tanto na zona rural e urbana, nas áreas de infraestrutura, saúde, educação, turismo, cultura em todos os setores da peça orçamentária que foi discutida e planejada com os parlamentares e a sociedade civil organizada, e o “prefeito teve a coragem de barrar todas as emendas dos vereadores” e hoje me sinto feliz que por 10 a 9 derrotamos mais uma vez o prefeito que até agora “não fez um benefício na cidade” e queria barrar as Ong’s como Casa dos Sonhos, APAE, Casa do Ancião, Likota Maroja entre outras que a verba existe para  alocar onde está necessitando, comemorou Josa de Nezinho.

O presidente avaliou ainda com relação ás bancadas de oposição e situação em que os vereadores derrubaram o veto do prefeito que  foi trabalhado durante seis meses e ele o edil, ainda obteve 9 votos, sendo que a bancada de oposição era considerada minoria na Câmara Municipal e os vereadores da bancada de situação acompanharam em sã consciência os votos da oposição beneficiando a população que agora se torna lei e os vereadores fiscalizarem, pontuou Josa de Nezinho.

O presidente da Câmara Municipal ressaltou sobre a “Ong ZOI” que tem como objetivo de tratar de dependentes químicos em nosso município, e o prefeito vetou, para tanto, Santa Rita possui um alto índice altíssimo de jovens que necessitam de um tratamento e os familiares não tem condição de bancar um tratamento devido as condições financeiras, e ele, o prefeito vetou. Santa Rita tem um orçamento de previsões de gastos na ordem de R$ 192 milhões, não tem investimento na cidade e dizer que não tem recurso, sua família dentro da está dentro da  prefeitura em todos os setores perseguindo as pessoas com altos salários e a cidade no caos, finalizou o presidente da Câmara.

Lamartine do vale.