Relator conclui voto sobre contas de RC, faz suspense, mas colega revela que sentimento é pela reprovação - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Relator conclui voto sobre contas de RC, faz suspense, mas colega revela que sentimento é pela reprovação

assembleia legisl. contaRejeição das contas pela ALPB provocaria inelegibilidade de Coutinho para disputar o mandato à reeleição 

O deputado estadual Frei Anastácio, do PT, que é relator das contas do governador Ricardo Coutinho (PSB) na Assembleia Legislativa da Paraíba, revelou, nesta terça-feira (18), que já concluiu o relatório sobre o tema, no entanto, só irá revelar o parecer quando o presidente da Comissão de Orçamento na Casa, Raniery Paulino (PMDB), convocar uma reunião para apreciar as contas.

Segundo ele, o parecer, mantido sob mistério, tem mais de cinco laudas e pode tanto ser pela reprovação, seguindo o entendimento do relator das contas no Tribunal de Contas do Estado, quanto pode ser pela aprovação, seguindo a deliberação da Corte.

“O relatório já está pronto e tem mais de cinco laudas, mas eu só vou falar em parecer depois que eu apresenta-lo na Comissão de Orçamento”, disse Anastácio. Já o presidente da Comissão de Orçamento, Raniery Paulino, que também integra a base de oposição ao Governo Ricardo Coutinho, disse que irá respeitar o contraditório.

“Nós tínhamos uma pedido para tratar esse tema e talvez na próxima reunião ele entre em pauta, pois há pontos controversos, o relator e os técnicos do TCE opinaram pela reprovação, mas nós não necessariamente temos que acompanhar essa decisão e também, não necessariamente temos que acompanhar a decisão da Corte, que aprovou as contas”, disse Raniere.

Para que as contas do governador sejam aprovadas na Casa , é necessário a maioria simples, ou seja, a metade mais um, 19 votos. Na Comissão de Orçamento o voto será aberto, no entanto, a expectativa é que no plenário a votação seja secreta, seguindo o regimento interno da Casa.

Também integrante da bancada de oposição, o deputado Caio Roberto (PR), foi mais além e revelou que acredita na reprovação das contas do governador e na sua consequente inelegibilidade para disputar a reeleição.

“Acredito que a Assembleia, em seu entendimento maioritário, irá reprovar as contas, prejudicando sua postulação, esse é o sentimento majoritário na Casa”, declarou.

Márcia Dias, com informações de Henrique Lima

PB Agora