Reunião do PMDB já produz efeitos e Gervásio começa a abandonar tese de aliança com PSB em JP

gervasio pmdb unidoO deputado estadual, Gervásio Maia, que ficou em evidencia nas últimas semanas após polêmica com o deputado federal, Manoel Júnior, sobre a sucessão no PMDB e também em relação as opiniões sobre os rumos do partido nas eleições de 2016, já começa a mudar de opinião após reunião do partido nesta segunda-feira (29).

“Onde pudermos ter candidatura própria, nos 223 municípios, é interessante ter, nos que não tivermos condição por qualquer motivo que seja a gente pode firmar alianças”, afirmou.

O deputado ratificou a posição de achar “um pouco cedo” para desenhar o cenário do próximo ano e apontou que “muita água vai rolar por baixo da ponte”, por isso que só vai dar para ter ideia de como as coisas vão seguir no ano que vem.

Questionado especificamente sobre João Pessoa, Gervásio foi evasivo: “Em todos os 223 municípios, qual partido não quer?” e sobre o projeto do PSB que também pode lançar candidatura própria em João Pessoa, Gervásio afirmou que é um direito do partido e que todos os outros tem esse interesse.

Sobre uma possível aliança com o PSB, o deputado afirmou que seria precipitação sua, sobretudo porque nos quadros do PMDB há nomes com interesse em disputar a prefeitura. “É muito cedo para qualquer prognóstico nesse sentido”, conclui.

Lembrando que parte das discussões sobre a sucessão do diretório estadual se deu também pela posição de Gervásio em manter a aliança com o governador Ricardo Coutinho, enquanto Manoel Júnior, atual presidente, defende a candidatura própria do partido. Por enquanto parece vencer a tese deste último

Marília Domingues / Fernando Braz