João Pessoa 15/12/2018

Início » Política » Ricardo classifica saída de Cuba do Mais Médicos como um “desastre” e diz que Paraíba será prejudicada

Ricardo classifica saída de Cuba do Mais Médicos como um “desastre” e diz que Paraíba será prejudicada

Em nota divulgada pelo Ministério da Saúde do país caribenho, a decisão é atribuída a questionamentos feitos por Bolsonaro

O governador Ricardo Coutinho (PSB), fez duras críticas, nesta segunda-feira (19), ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), em relação ao fim da participação de Cuba do programa Mais Médicos no Brasil. Ricardo destacou que a Paraíba deverá ser diretamente prejudicada com a saída dos médicos cubanos, e afirmou que esta é uma atitude impensável.

Em nota divulgada pelo Ministério da Saúde do país caribenho, a decisão é atribuída a questionamentos feitos por Bolsonaro, à qualificação dos médicos cubanos e à exigência de revalidação de diplomas no Brasil.

“Isso deverá causar um enorme prejuízo, principalmente em alguns municípios paraibanos onde os médicos cubanos desempenham importante papel nas unidades básicas de saúde. Aqui na Paraíba são 129 médicos cubanos atuando em 78 municípios. É algo impensável”, disse o governador durante seu programa semanal de rádio.

O socialista ainda classificou a saída de Cuba do programa como um desastre. “É um desastre o fim desse programa e é um golpe contra o Mais Médicos. O Mais Médicos trouxe os médicos para a população. Eu conheço isso. Eu sou da área da saúde. Eu já cruzei com muitos médicos dos Mais Médicos e uma grande parte deles cubanos”, pontuou.

Blog do Gordinho