Ricardo Coutinho se prepara para período de ‘vacas magras’ com governo Temer

rc cpmfO governador Ricardo Coutinho (PSB) se prepara para um período de ‘vacas magras’ para o Governo do Estado em virtude do provável afastamento da presidente da República Dilma Rousseff (PT) e a ascensão de Michel Temer (PMDB) ao cargo de presidente do país. Aliado da petista e defensor de seu mandato, o socialista diz que os tempos que se avizinham “não serão tempos fáceis”, mas garante que está acostumado às adversidades. Ele está correndo contra o tempo, em viagens a Brasília, para conseguir logo a liberação de recursos para investir no Estado.

Nesta semana, em que o partido oficializou a retirada da pré-candidatura de João Azevêdo (PSB) e a sua substituição pela secretária de Desenvolvimento Social e presidente da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente (Fundac), Cida Ramos (PSB), um dos motivos alegados foi justamente a necessidade de manter João Azevedo estrategicamente no Governo do Estado, onde ele é um ‘supersecretário’, respondendo pela secretaria estadual de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia.

“Precisamos ter consciência dos tempos que se avizinham, que não serão tempos fáceis. Principalmente para aqueles que tiveram a coragem de remar contra a maré, contra a correnteza. Para nós isso não é coisa difícil de acontecer, sempre foi assim nas nossas vidas, porém esta complexidade agora é muito presente e nós vamos ter dois anos pela frente onde vamos ter que ser mais governo que nunca, transformar mais com muito menos e para siso, um quadro como João Azevedo faria uma falta enorme dentro deste grande projeto que hoje transforma o estado da PB.

Para se antecipar a este período, o governador intensificou sua presença em Brasília nos últimos dias em busca de acelerar a liberação de recursos e empréstimos para investir em obras no Estado.No final de abril, Ricardo Coutinho viajou a Brasília junto ao secretário João Azevêdo. Eles se reuniram com a ministra das Cidades Inês Magalhães e com a ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira. Na última quinta, o governador foi novamente a Brasília e se reuniu com o presidente Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), para discutir investimentos em escolas técnicas e solicitar recursos para as novas escolas.

Blog do Gordinho