Ricardo manda recado para o PMDB: ‘É preciso saber se a aliança é para valer’

rc reage 1O governador Ricardo Coutinho (PSB) reagiu, nesta segunda-feira (31), a decisão do PMDB, que em convenção neste domingo (30) reconduziu o deputado federal Manoel Júnior à presidência do partido em João Pessoa e decidiu apoiar sua pré-candidatura a prefeito da Capital.

Apesar da aliança entre o PMDB e o PSB no segundo turno das eleições estaduais de 2014, Manoel Júnior é um dos principais críticos da gestão de Ricardo no Governo do Estado.

“É preciso que aliados ajam como aliados. Aliados não agindo como aliados, não fecha a equação”, afirmou.

“Muitas águas ainda vão passar por debaixo desta ponte e saber se a nossa aliança é importante, se vai valer para municípios importantes. Mas, esta resposta quem pode dar é o PMDB”, acrescentou.

Sem censura

O presidente estadual do PMDB, o senador José Maranhão, preferiu minimizar o aviso direto de Ricardo. “Não vou fazer nenhuma censura. Ricardo pode dizer o que quiser”, afirmou.

Ontem, durante a convenção Maranhão disse  não acreditar que o governador Ricardo Coutinho irá promover algum tipo de retaliação, com a não indicação do deputado estadual Trócolli Júnior (PMDB) para uma secretaria do governo, pelo fato do partido ter lançado a pré-candidatura do deputado Manoel Júnior a prefeito da Capital, e não apoiar o nome do PSB, com quem tem aliança em âmbito estadual.

A ascensão de Trocolli a uma secretaria abriria espaço para Olenka Maranhão, sobrinho de José Maranhão, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Cristiano Teixeira – MaisPB