João Pessoa 21/05/2019

Início » Esporte » Rodrigo Caio marca, Flamengo vence Boavista e se garante na semi

Rodrigo Caio marca, Flamengo vence Boavista e se garante na semi

O Flamengo é o primeiro classificado para as semifinais da Taça Guanabara. Nesta terça-feira, os rubro-negros venceram por 3 a 1 o Boavista, no Maracanã. Com o resultado, os flamenguistas chegaram a 10 pontos, na liderança do grupo C. O Boavista, com seis, ainda é o vice-líder, mas pode perder a posição nesta rodada.

O Flamengo dominou o jogo diante os 90 minutos e foi para o intervalo a frente no placar com gol de Henrique Dourado. Na etapa final, o Boavista surpreendeu ao empatar com Arthur. Sö que os rubro-negros chegaram a vitória com gols de Uribe e Rodrigo Caio.

Na próxima rodada, o Flamengo terá pela frente a Cabofriense, neste domingo, no Maracanã. No mesmo dia, o Boavista encara o Botafogo, em Bacaxá.

Flamengo venceu o Boavista por 3 a 1 e avançou na Taça Guanabara (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

O jogo – O Flamengo começou pressionando e criou a primeira boa chance de abrir o placar aos três minutos. Vitinho aproveitou passe de Henrique Dourado na área, mas chutou pela linha de fundo. Só que depois disso, o Boavista melhorou a marcação e passou a impedir os rubro-negros de chegarem com perigo.

Somente após a parada técnica, o Flamengo voltou a criar boas chances. Aos 22 minutos, Gabriel recebeu passe na área e finalizou com perigo. Em seguida, Léo Duarte aproveitou cobrança de escanteio e mandou próximo ao gol.

O Boavista assustou aos 29 minutos, quando Lucas recebeu lançamento na intermediária, entrou na área, mas finalizou em cima do goleiro César.

Só que o Flamengo não diminuiu o ritmo e chegou ao gol aos 39 minutos. Vitinho chutou acertou no travessão. Henrique Dourado pegou o rebote e chutou no canto, sem chance para Rafael.

Nos minutos finais, os rubro-negros seguiram no ataque quase ampliaram com Vitinho. O atacante aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou próximo ao gol. Assim, os flamenguistas foram para o intervalo com a vantagem mínima no placar no Maracanã.

No segundo tempo, o Boavista voltou com outra postura e chegou ao empate aos quatro minutos. Arthur chutou da entrada da área e acertou o canto, sem chance de César.

O revés fez o Flamengo retomar a busca pelo gol. No entanto, os rubro-negros tinham dificuldade em levar perigo ao Boavista. Arrascaeta quase marcou aos 16 minutos. O uruguaio tentou o cruzamento e quase acertou o gol. Três minutos depois, o meia recebeu o passe de Bruno Henrique e finalizou pela linha de fundo.

O Flamengo voltou a criar boa chance aos 25 minutos. Henrique Dourado aproveitou cruzamento e cabeceou para grande defesa de Rafael. De tanto insistir, os rubro-negros chegaram ao gol aos 31. Trauco chegou na linha de fundo e tocou para Uribe apenas empurrar para a rede.

O gol diminuiu o nervosismo dos flamenguistas, que seguiram com a vocação ofensiva. O Flamengo quase marcou o terceiro aos 33 minutos, quando Éverton Ribeiro aproveitou furada de Gabriel e mandou no travessão.

O Boavista não se acomodou e quase empatou novamente aos 39 minutos. Renan Donizete chutou da entrada da área, mas desta vez César conseguiu a defesa.

Nos minutos finais, o confronto ficou aberto e os flamenguistas ainda marcaram mais uma vez, aos 43 minutos, com Rodrigo Caio, para dar números finais no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 1 BOAVISTA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de janeiro de 2019, terça-feira
Hora: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Lilian Fernandes Bruno
Renda: R$ 716.169,00
Público: 32.650 pagantes
Cartões amarelos: Gabriel (Flamengo); Arthur (Boavista)
GOLS
FLAMENGO: Henrique Dourado, aos 39min do primeiro tempo; Uribe, aos 31min do segundo tempo; Rodrigo Caio, aos 43min do segundo tempo
BOAVISTA: Arthur, aos 4min do segundo tempo

FLAMENGO: César, Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Trauco; Píris da Motta, Jean Lucas (Éverton Ribeiro) e Arrascaeta; Gabriel, Vitinho (Bruno Henrique) e Henrique Dourado (Uribe)

Técnico: Abel Braga

BOAVISTA: Rafael, Thiago Silva, Elivelton, Rafael Marques e Jean (Christiano); Douglas Pedroso (Thiago Mosquito), Vítor Faísca, Lucas (Tartá), Arthur e Renan Donizete, Dija Baiano
Técnico: Eduardo Allax

Gazeta Esportiva