João Pessoa 15/12/2018

Início » Destaque » Romero assume intenção de deixar o PSDB, mas antes pretende conversar com Cássio; senador é cotado para comandar partido em 2019

Romero assume intenção de deixar o PSDB, mas antes pretende conversar com Cássio; senador é cotado para comandar partido em 2019

Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues já havia insinuado deixar o PSDB, após as eleições – não está nada confortável no ninho tucano, sobretudo após abrir dissidência dentro da legenda e apoiar Jair Bolsonaro e não Geraldo Alckmim, na disputa presidencial.

Ontem, ele confirmou: sairá sim, mas vai pensar com calma. “A minha relação com o PSDB é a melhor possível. Agora, em função de alguns desencontros do partido, nacionalmente, há uma possibilidade, sim. Não posso deixar de reconhecer de que vou promover mudança partidária, o que farei com tranquilidade dialogando com os aliados na Paraíba, principalmente com o senador Cássio Cunha Lima, por quem eu tenho um carinho e respeito durante toda a minha trajetória política”, disse Romero.

Perguntado se já conversou com Cássio sobre a decisão, o prefeito disse que o assunto já é de conhecimento do senador. “Ele já sabe que eu já tenho insinuado isso. Falei dessa possibilidade para Pedro (Cunha Lima), inclusive, na minha última ida a Brasília.”

Romero disse que essa mudança será feita com calma. “Mas sem aquela pressa porque se eu tiver que ser candidato é só em 2022. Mas eu tenho insatisfação com o partido, até porque me posicionei, todo mundo sabe, de forma antecipada no primeiro turno em favor de Bolsonaro, que contraria também a lógica partidária que se tinha com um candidato próprio (Alckmin). Na verdade, era um bom candidato, apenas não conseguiu empolgar a população brasileira e eu tomei a decisão. Você votar contrário ao partido também não é legal. Portanto, assim, me sinto em ‘saia justa’ pela posição que tomei publicamente antes do primeiro turno das Eleições 2018. Então em função disso, há possibilidade sim de sair do partido.”

PB Agora