Romero e Manoel Jr. reclamam de emendas da bancada paraibana e Wilson filho justifica: ‘rodízio’

A prefeitura de João Pessoa, de acordo com o vice-prefeito, Manoel Júnior (PMDB), esperava das emendas impositivas da bancada federal e o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) louvou uma das destinações, o canal de Piancó que é um ramal de transposição para Coremas, mas criticou a outra emenda ter ido para o Hospital Metropolitano de Santa Rita. Enquanto isso, o deputado federal, Wilson Filho (PTB) alegou que houve um rodízio nas emendas impositivas e que a bancada optou por priorizar os municípios pequenos.

“Uma das reivindicações é o projeto de revitalização da falésia, mas a bancada decidiu colocar parte da emenda para a Saúde – ao longo do tempo sempre foram obras estruturantes, uma para a prefeitura de João Pessoa, outra para Campina Grande e a terceira para o Estado”, lembrou o peemedebista acrescentando que destinar uma emenda para manutenção de hospital é “coisa complicada”.

Já Romero afirmou que sugeriu uma rotatividade nos municípios, louvando a emenda destinada para o canal de Piancó. “A iniciativa foi correta, mas a outra, infelizmente, para custeio não acho que seja obra estruturante”, disse.

Em defesa da bancada, o coordenador, Wilson Filho disse que foram 15 emendas destinadas, mas que apenas duas são impositivas (que tem a garantia do recurso) e revelou que a bancada decidiu optar por um rodízio, já que João Pessoa e Campina Grande foram agraciadas. Ele lembrou ainda que foi assinado um convênio com a Caixa para a construção e ampliação de avenidas na Capital paraibana.

Wilson ainda lembrou que houve um corte maior nos recursos que passaram de R$ 224 milhões para R$ 162 milhões e com o “fundão eleitoral” aprovado ainda caiu para R$ 113 milhões. “Temos que ajudar o ramal de Piancó, o hospital metropolitano de Santa Rita e os municípios pequenos da Paraíba”, disse.

A divisão do recurso ficou: R$ 23 milhões para o canal de Piancó, R$ 43 milhões para o Hospital Metropolitano de Santa Rita e R$ 43 milhões para ajudar a Saúde nos municípios pequenos da Paraíba.

Outros políticos também reclamaram que a emenda destinada não seria suficiente para iniciar o Ramal da transposição e Wilson lembrou que essa emenda foi preterida no ano passado quando o coordenador da bancada era o deputado Benjamin Maranhão (SD).

Marília Domingues / Maurílio Júnior