Rômulo nega estremecimento politico entre Cássio e Romero em Campina Grande - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Rômulo nega estremecimento politico entre Cássio e Romero em Campina Grande

Aliado do grupo político Cunha Lima há aproximadamente trinta anos, o vice-governador paraibano Rômulo Gouveia (PSD) negou com veemência uma possibilidade de estremecimento nas relações políticas entre o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB).

Inicialmente Rômulo negou uma crise no seu grupo político:

O que é lamentável em política é que sempre se tem um bode expiatório para ser alvo de uma crise. Mas, não existe crise nenhuma. Romero e Cássio e todos nós estamos muito afinados para trabalhar  por Campina Grande. Até 15 dias atrás, Romero era o nome cotado para se candidatar a vice-governador, agora é essa crise? Eu sei de onde saiu essa crise, rebateu Gouveia que é cotado para disputar o Senado Federal ao lado do governador Ricardo Coutinho (PSB).

CANDIDATURA DE VENÉ: Gouveia atacou criticou o encontro do PMDB que visa fortalecer a candidatura de Veneziano Vital do Rêgo na disputa da cadeira mais desejada no Palácio da Redenção em 2014.

Antes de qualquer caminhada a Patos ou outra região, como foi na semana passada, que ele volte à Campina Grande para esclarecer os desmandos administrativos que cometeu na Prefeitura Municipal. Eu não acredito que alguém que sequer teve a capacidade de governar uma cidade, queira administrar o Estado.Ele precisa explicar à Paraíba e a Campina Grande os descasos do seu governo, só a partir daí é que poderemos discutir o que é melhor para a Paraíba, disparou Rômulo, mostrando que não se esqueceu dos últimos embates contra o Cabeludo na Rainha da Borborema.

O vice-governador também opinou sobre uma possível ruptura entre o governador e os partidos que apóiam desde a eleição em 2010.

– Vamos repetir a aliança de 2010, vamos ter o PSDB junto a este projeto. E não há motivos para não defender este trabalho que estamos realizando. Quem mais perde é a Paraíba, porque é a descontinuidade de um projeto.

Henrique Lima