Ruy lamenta violência contra mulheres e crianças na Paraíba - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Ruy lamenta violência contra mulheres e crianças na Paraíba

Ruy lamenta violênciaO deputado federal Ruy Carneiro (PDSB) lamentou, em Brasília, que a violência na Paraíba esteja ceifando a vida de pessoas inocentes, ao comentar o episódio da execução da dona de casa Rosilene da Silva, 38 anos, e dos ferimentos à bala das sobrinhas Dayana da Silva, 21 anos, e a outra uma criança de apenas cinco anos, nesta segunda-feira, no bairro de Mandacarú, em João Pessoa.
De acordo com os relatos da Polícia, dona Rosilene teria sido executada por integrantes de gangues que atuam no bairro, em vingança pelo fato dela ter denunciado traficantes, que seriam os responsáveis da execução de sua filha, uma jovem também executada há três meses na comunidade. Os próprios criminosos teriam feito questão de espalhar no bairro que estavam calando a boca de uma denunciante como forma de espalhar o terror e fazer imperar a lei do silêncio.
Durante o ato de execução, uma criança de apenas cinco anos foi atingida com um tiro na testa e ainda corre risco de morte em um hospital de João Pessoa.
Para o deputado Ruy Carneiro, esse fato violento contra pessoas inocentes e uma criança revela que o governo do Estado perdeu o controle da segurança pública e que parte da cidade estaria dominada por criminosos.
“Não podemos aceitar calados à morte por execução de nenhum ser humano, especialmente de uma mãe que busca Justiça para o caso do assassinato de uma filha e de uma criancinha de cinco anos. Trata-se de um fato estarrecedor”, disse o deputado Ruy Carneiro, lamentando o descaso do governo do Estado para com a segurança.
Para Ruy, esse caso atesta a incapacidade do governo de resolver os problemas da violência e de sua inoperância diante do crime organizado na cidade e no Estado.
O parlamentar conclamou a população a se unir para mudar o governo, que, segundo ele, já demonstrou que não tem sensibilidade para com os problemas vividos pelos cidadãos e que é incapaz de resolver os problemas de violência da Paraíba.
ParlamentoPB