Saída de dólares supera entrada em US$ 1,691 bilhão no ano

dolar-brasilO fluxo cambial do ano até a última sexta-feira está no vermelho em US$ 1,691 bilhão, informou ontem o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 12,286 bilhões. A retirada líquida de dólares pelo canal financeiro neste ano até 2 de dezembro foi de US$ 42,323 bilhões. Esse resultado é fruto de entradas no valor de US$ 408,471 bilhões e de envios no total de US$ 450,795 bilhões.

Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações. Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 40,632 bilhões, com importações de US$ 115,245 bilhões e exportações de US$ 155,877 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 27,993 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 44,107 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 83,777 bilhões em outras entradas.

Depois de registrar entradas líquidas de US$ 8,784 bilhões em outubro, na esteira do processo de repatriação de recursos de brasileiros que estavam no exterior, o fluxo cambial do país voltou a registrar resultado positivo em novembro, de US$ 3,811 bilhões, informou o Banco Central.

A entrada líquida de dólares pelo canal financeiro em novembro foi de US$ 45 milhões, resultado de entradas no valor de US$ 38,248 bilhões e de retiradas no total de US$ 38,203 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de outubro ficou positivo em US$ 3,766 bilhões, com importações de US$ 10,196 bilhões e exportações de US$ 13,962 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,475 bilhões em ACC, US$ 4,148 bilhões em PA e US$ 7,340 bilhões em outras entradas. O fluxo cambial da semana passada (de 28 de novembro a 2 de dezembro) ficou positivo em US$ 108 milhões, informou o BC.

A retirada líquida de dólares pelo canal financeiro na semana passada foi de US$ 1,180 bilhão, resultado de entradas no valor de US$ 10,176 bilhões e de envios no total de US$ 11,356 bilhões Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações. No comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,289 bilhão no período, com importações de US$ 2,515 bilhões e exportações de US$ 3,804 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 727 milhões em ACC, US$ 1,222 bilhão em PA e US$ 1,855 bilhão em outras entradas.

Diário Comercial