Santa Rita está incluída entre ás 50 cidades que mais demitam com 2.774 postos de emprego no Brasil.

Santa Rita está incluída entre ás 50 cidades que mais demitiu com 2.774 postos de emprego no Brasil.

Carteira um - doisA crise econômica está levando embora os postos de trabalho com carteira assinada no Brasil, em Santa Rita com esse sai e entra de prefeito vem prejudicando não só o município, além da instabilidade política que se implantou na cidade de uma política criada na cidade que não há dinheiro e os repasses em torno de R$ 14 a 17 milhões que adentram dos cofres da prefeitura de Santa Rita e não paga aos servidores do município que desde o vice-prefeito reassumiu a cidade que até agora não regularizou e  não pagou um folha em dia, e tudo isso reflete na economia do município e agora bateu a porta o desemprego que piora mais ainda aonde a violência tende aumentar mais ainda.

O resultado de tudo chegou agora demissão em massa, empresas fechando as portas, o comércio sem perspectivas de vendas e poder de compra  do consumidor em baixa, para tanto, os recursos de ICMSe FPM da prefeitura de Santa Rita que chega e circulava no comércio ajudava na nossa economia e agora chega minguado aos poucos em o gestor alega não ter dinheiro e que não dá pra nada que segundo o Ministério Público obrigou o próprio prefeito de Santa Rita, a demitir mais de 1.200 contratados e comissionados da prefeitura que se procurar essas frentes de trabalho que ninguém encontra, ou seja, outros interesses afora a gestão, com isso uma gestão fracassada que não consegue colocar uma folha em dia e com essas demissões vai sobrar em torno de mais de 2,5 milhões para apontar a gestão e cumprir a folha de pagamento em dia.

Com essa instabilidade criada em Santa Rita e uma política de atrasos de salário, falta de credibilidade vem acabando com o comércio e a indústria de Santa Rita, os empresários retém as vagas de empregos com a crise nacional e o enxugamento das despesas e alta de carga de cobrança de impostos, Santa Rita que depende de 70% da circulação dos recursos da prefeitura de Santa Rita que é injetado no comércio e que a seis meses a prefeitura não instituiu um calendário de pagamento com data prevista vem prejudicando todo o município e agora os servidores tendem a paralisação das atividades que vão piorar ainda os serviços básicos que até hoje funcionam precariamente e os recursos sendo repassados do ICMS e FPM.

Santa Rita em decadência com essa gestão nesse primeiro trimestre de 2016 (dados do MTE ), perdemos 2.774 postos de trabalho com carteira assinada, e pior que isso, Santa Rita já foi destaque no Caged como município que mais tinha criado postos de trabalho em gestões passadas, e hoje infelizmente nada se tem na cidade, nada se faz, e nada se paga na gestão para o dinheiro circular no comércio. Infelizmente o que se comenta no município é uma gestão que se instalou que trouxe o retrocesso do passado que maculou os princípios éticos e morais dos cidadãos.

Uma cidade como Santa Rita que não se sabe quem é o prefeito, uma Câmara Municipal que possui dois vereadores na presidência e dois presidentes com mandatos de liminar, jamais poderia progredir com a qualidade de pessoas que o povo escolheu para nos representar aonde não se sabe para onde estão indo os recursos com pior prestação de serviços básicos para atender o povo. Essa é a Santa Rita que promete que os atuais políticos prometem para 2017.

Lamartine do Vale.