João Pessoa 12/12/2018

Início » Esporte » Santos e Botafogo empatam e morrem abraçados na luta por Libertadores

Santos e Botafogo empatam e morrem abraçados na luta por Libertadores

Após o Atlético Mineiro ter vencido o Internacional e ter tornado intangível o G6 para Santos e Botafogo, os alvinegros de São Paulo e Rio morreram abraçados com um empate na Vila Belmiro, em 1 a 1.

Resta agora para paulistas e cariocas terminar o ano com dignidade, já que não há mais chance de Libertadores.

Noite cinza na Vila

O início de jogo na Vila Belmiro foi deprimente. O Santos, ao invés de tomar a iniciativa, deixou a bola com o rival. Só que o Botafogo não aproveitou muito.

Depois de 20, 25 minutos sem muita coisa acontecer em campo, a coisa esquentou um pouco. O Peixe, enfim, passou a tentar jogar bola.

E jogar bola é o único caminho para fazer gols… Pouco depois de Felippe Cardoso acertar o travessão após bela jogada, Rodrygo, pegando rebote de Gatito depois de chute dele próprio, abriu o placar.

O Glorioso tentou resposta imediata com Marcinho, que teve chute desviado. Leo Valencia também assustou, mas a primeira etapa terminou em vantagem santista.

Rivais morrem abraçados

Se já não havia feito lá grandes coisas no primeiro tempo, apesar do gol, o Alvinegro Praiano fez menos ainda na segunda parte. E pagou o preço.

Erik quase empatou de cabeça, mas viu a bola parar na trave. Já Brenner não perdoou e, ao ficar com sobra de bola na área, mandou para dentro.

Moisés teve uma chance de ouro para virar, mas perdeu um gol incrível. O Bota foi com tudo para o ataque nos minutos finais, o Santos teve boas chances e acertou o poste, mas ninguém evitou o empate. Os alvinegros morrem abraçados na Vila.

O Gol