João Pessoa 23/05/2019

Início » Esporte » Santos volta a não passar de empate com River Plate uruguaio e é eliminado na Sul-Americana

Santos volta a não passar de empate com River Plate uruguaio e é eliminado na Sul-Americana

O Santos voltou a não passar de um empate com o River Plate do Uruguai, só que dessa vez em 1 a 1, e no Pacaembu, resultado que acabou eliminando o Peixe da Copa Sul-Americana.  Após 0 a 0 no jogo da ida, os uruguaios contaram com o gol fora para eliminarem a equipe de Jorge Sampaoli, que sofreu o segundo grande revés no comando santista (o primeiro foi a goleada sofrida pelo Ituano).

Mais posse e poucos chutes O Santos tentava descomplicar logo o jogo. Em um dos primeiros ataques da partida, Carlos Sánchez fez o cruzamento e Dérlis González completou, parando em defesa de Gastón.  Muito fechado, o River Plate conteve a pressão inicial santista. Era o tal jogo de ataque contra defesa.

Os atacantes tinham paciência, enquanto os defensores mostravam disciplina.  Aos 23, o gol quase saiu. Aproveitando cruzamento de Jean Mota, Gustavo Henrique mandou de cabeça e a bola passou muito próxima da trave. A pressão seguia.  O ataque santista foi perdendo um pouco da paciência.

Na reta final da primeira parte, errava muitos passes, mandava chutes sem direção. O 0 a 0 se mantinha.  Peixe se complica O time de Jorge Sampaoli se complicou ainda mais na volta do intervalo. Mauro da Luz recebeu bola na frente e tirou de Vanderlei para marcar para os uruguaios.

Felippe Cardoso foi a resposta imediata de Sampaoli para o gol. O Peixe tinha de virar para se classificar, e se lançou ao ataque em busca dos gols que precisava.  O River, que já jogou fechado no primeiro tempo, se trancou ainda mais na defesa depois do gol feito. Os visitantes ainda enervavam o rival, fazendo o tempo passar.

Pouco eficiente, o Alvinegro via o desespero aumentar. Até que a bola entrou da maneira mais inusitada: Soteldo recebeu lançamento e desviou com a canela para dentro.   Faltava um gol e poucos minutos de jogo. Copete ainda quase virou de cabeça, mas a eliminação não foi evitada. Sampaoli sentiu o peso da primeira eliminação no futebol brasileiro.

O Gol