São João 2014 terá pontos controlado por câmeras - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

São João 2014 terá pontos controlado por câmeras

São joão pessoaO São João 2014 promovido pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) terá seis pontos de acesso controlados por câmeras e detectores de metais. O esquema de segurança, que prevê também a proibição de porte de vasilhames de vidro na área da festa, foi definido durante reunião na manhã desta segunda-feira (2) entre representantes da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) e de diversos setores dos governos municipal e estadual, envolvidos na realização do evento, que acontece de 21 a 29 deste mês no Ponto Cem Réis.


Durante a reunião, que aconteceu na sede da Funjope, foi apresentado o planejamento da festa para as equipes das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e das secretarias de Turismo (Setur), Infraestrutura (Seinfra) e Desenvolvimento Urbano (Sedurb).


Ficou definido que para evitar superlotação do espaço, haverá seis pontos de acesso controlados por detectores de metais e monitorados por câmeras, por onde o público passará mediante revista (nas ruas Duque de Caxias e Visconde de Pelotas). O porte de vasilhames de vidro será proibido: a ideia da Sedurb é substituí-las por assemelhados de plástico assim que o visitante desavisado chegar.


“Além dos efetivos militar e civil, garantidos pela Secretaria de Segurança Pública, vamos dobrar a quantidade de guardas civis e de seguranças privados”, informa André Coelho, diretor-adjunto da Fundação. Um posto da Delegacia Móvel ficará nas proximidades do palco, reforçando o apoio. Do lado de fora, a Seinfra se prontificou a melhorar a iluminação dos arredores, de modo que o público se sinta seguro ao usar o transporte público e deixar o carro em casa.


Para facilitar o escoamento das ambulâncias do Samu e viaturas da Polícia, apenas os veículos autorizados poderão trafegar pela Rua Visconde de Pelotas, onde ficarão os estandes das duas guarnições. Seguindo o mesmo intuito de desobstruir as vias do entorno, os ambulantes que desejarem trabalhar no evento terão o seu próprio espaço. “Urge desafogar o trânsito, principalmente nos casos dos atendimentos de urgência e ocorrências policiais”, pontuou Coronel Jefferson, comandante do policiamento Regional Metropolitano.


Secom/JP