“Se a próxima me trair vou fazer a mesma coisa,” diz jovem que matou e esquartejou namorada.

Lucas alvesA cabeça enfaixada e o corpo ainda sujo de sangue marcam a represália diante de um crime bárbaro. Depois de assassinar e esquartejar a namorada, a adolescente Mayara de Jesus Silva, 16 anos, Lucas Alves dos Santos, 19, sentiu na pele a fúria de um grupo de moradores do Morro do Quiabo, em Porto Novo, Cariacica.A chegada da polícia na noite de sexta-feira trouxe uma surpresa: o jovem manteve por um dia a namorada esquartejada dentro de casa, guardando pedaços do corpo em sacolas e enrolado em um lençol.

O jovem foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e vai ser responder pelo crime de feminicídio. Durante entrevista na delegacia, na manhã de ontem, ele mostrou ser um garoto frio e cruel. Sem medo, ele avisou: “Se minha próxima namorada me trair, eu vou fazer a mesma coisa”.

O que levou você a matá-la?
Foi traição. Há uns dez dias eu fiz um perfil falso no facebook e por meio de uns truques eu descobri que ela estava trocando mensagens com o garoto da sala dela, chamando de amor. Falei com ela da traição, mas ela negou. Se não tivesse me traído, não estava onde está.

E no dia do crime, o que aconteceu?
Nós discutimos sobre isso e ela pegou uma faca para me acertar, pagou de doida. Eu peguei um facão que estava guardado e a matei, fiz tudo sozinho.

Porque você cortou o corpo e guardou? O que pretendia fazer?
Cortei para ficar mais fácil de “dichavar”. Fiquei um dia com ele dentro de casa porque não tinha decidido o que fazer. Joguei álcool para tirar o cheio ruim.

Vocês namoraram por 1 anos e dois meses. Não sentiu nenhum remorso enquanto cortava o corpo?
Não, foi normal. Peguei uma faca, serrinha e um martelo pra cortar. Eu gostava dela, mas ela vacilou. Ela não pensou na hora de aprontar, eu que não ia pensar na hora de matar.

Você acha que uma traição justifica o que você fez?
Justifica sim. É muito mais bonito você chegar e terminar um namoro do que trair. Não tenho vergonha do que fiz. Se minha próxima namorada fizer isso, eu vou matar também.

O que tem a dizer para a família dela?
Peço perdão a mãe dela, só isso.

Foto: Reprodução/TV GazetaCorpo da jovem foi encontrado em uma bolsa e estava enrolado em um lençol

O crime

Na última quinta-feira (18), Mayara foi até a casa de Lucas, onde mora somente com o irmão, 17 anos, e os dois tiveram uma discussão. O jovem pegou uma faca e matou a namorada.

Mayara de Jesus Silva foi assassinada pelo namorado

Quando anoiteceu, o irmão de Lucas chegou em casa para dormir e viu a menina morta. Em depoimento, o adolescente contou que não conseguiu dormir em casa por causa do crime e deixou Lucas ao lado do corpo da namorada.

Depois que o irmão saiu de casa, Lucas esquartejou o corpo da namorada usando uma faca e um martelo. Depois colocou os pedaços do corpo dentro de uma sacola e jogou querosene para disfarçar o cheiro.

Na noite desta sexta-feira (19), desconfiados, os vizinhos de Lucas descobriram o que ele tinha feito. Quando saiu de casa, os moradores pegaram ele na rua e deram uma surra. O irmão dele, que decidiu retornar para casa, estava chegando e também apanhou dos moradores, já que ele sabia do crime e não tinha contado para ninguém.

A Polícia Militar foi acionada às 21h15 e conseguiu livrar os irmãos da fúria da população.

Lucas foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e vai responder pelo crime de feminicídio. O irmão dele, de 17 anos, foi liberado porque a polícia entendeu que ele não teve participação no crime.

Publicidade