Secretário defende volta da criação do TCM, na contramão das medidas que reduzem gastos

trocolli- tcmNa contramão das medidas de contenção de despesas anunciadas pelo governo do Estado, o secretário de Articulação Política, Trócolli Júnior, em entrevista, disse ser favorável a criação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Diante da crise, dificilmente esse tema será debatido na volta das atividades parlamentares após as férias do fim de ano.

Sustenta que o assunto está na pauta das discussões políticas paraibanas, mas reconhece um movimento para não acontecer a criação do TCM “porque tira poderes do Tribunal de Contas do Estado”, avalia. Complementa com uma opinião que parece mais um recado para quatro conselheiros e ex-deputado estadual.

 “Tenho certeza de que se Nominado Diniz, Arnóbio Viana, Fábio Nogueira e Arthur Cunha Lima estivessem na Assembleia, eles seriam favorável a criação do TCM”, destacou.

Talvez, o Palácio da Redenção dê um freio nesta discussão por causa das medidas de contenção de despesas anunciadas no começo desta semana. Veio em forma de Medida Provisória, cujo texto suspende as despesas com a folha de pessoal, a exemplo do reajuste da data-base dos servidores.

A discussão sobre a Medida Provisória, porém, deve ofuscar o debate sobre a criação do Tribunal de Contas dos Municípios. Pelo menos, neste primeiro momento da volta do recesso parlamentar na próxima semana, antes das festividades do carnaval.

Redação