Secretário diz que não tem CPI que evite entrega da nova Lagoa

Secretário diz que não tem CPI que evite entrega da nova Lagoa

zenedy secretárioO secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Zennedy Bezerra, afirmou que não tem nenhuma CPI que altere os planos do prefeito Luciano Cartaxo em entregar, no final de junho, o novo Parque Solon de Lucena. Para ele, a Comissão Parlamentar de Inquérito que foi pedida na Câmara Municipal, inclusive com assinaturas de vereadores da base aliada, é “extremamente oportunista e eleitoreira”.

Zennedy assumiu a nova função na semana passada. Disse que “o desafio é enorme, para o que a realidade exige”, mas acredita que o seu trabalho será facilitado porque dará continuidade à política que o prefeito Luciano Cartaxo vem desenvolvendo e que seu antecessor, Adalberto Fulgêncio, vinha implementando. “A missão agora será fortalecer e consolidar a bancada na Câmara de Vereadores, para dar continuidade ao projeto do Executivo, para melhorar a qualidade de vida da cidade”, argumentou.

O secretário acredita que pode estreitar o relacionamento do Executivo com os partidos políticos que atuam nessa base aliada, com o apoio de segmentos representativos da sociedade civil, como sindicatos e associações, “para fortalecermos esses projetos que vêm mudando esse perfil da cidade de João Pessoa”.

Zennedy entende que a CPI da Lagoa, requerida para apurar supostas irregularidades nas obras do Parque Solon de Lucena, é uma situação criada pelos próprios vereadores. “Eles quem devem resolver essa situação. O presidente Durval está conduzindo bem esse processo. O Executivo não interfere em nada nessa situação”, disse.

O secretário classificou essa CPI como “extremamente oportunista é eleitoreira”. Bezerra argumentou, contudo, que não haverá descontinuidade nas obras. “Independente dos desejos negativos, seja dos vereadores de oposição ou de qualquer outro ator político, uma CPI não vai mudar essa disposição do prefeito entregar uma nova Lagoa”, afirmou.

Portal Correio