Sem condições de funcionamento, UPA de Bayeux é interditada por inúmeras irregularidades e diretor geral do CRM culpa Berg Lima pelo o fechamento - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Sem condições de funcionamento, UPA de Bayeux é interditada por inúmeras irregularidades e diretor geral do CRM culpa Berg Lima pelo o fechamento

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente, nessa terça-feira (14), a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da cidade de Bayeux.

A decisão foi tomada depois que o CRM foi acionado para ir ao local com a informação de uma médica havia sido agredida fisicamente por um pai de um paciente. Porém, quando a equipe chegou ao local ficou constatado que não foi uma agressão física, mas sim verbal. Já estando na UPA, o conselho realizou uma vistoria e encontrou as irregularidades.

Segundo o CRM, a interdição da UPA da cidade de Bayeux é decorrente das avaliações realizadas pelo o Conselho Regional de Medicina da Paraíba no dia 14 de maio de 2019.

Com a interdição, cerca de 2000 mil pessoas deixam de ser atendidas diariamente.

Paraíba Urgente