João Pessoa 16/02/2019

Início » Esporte » Sem dificuldades, Vasco derrota o Resende e garante vaga na final da Taça Guanabara

Sem dificuldades, Vasco derrota o Resende e garante vaga na final da Taça Guanabara

Vasco venceu o Resende – Luciano Belford/AgÊncia O Dia

Rio – Dono da melhor campanha da Taça Guanabara, o Vasco confirmou a vaga para a decisão, com 100% de aproveitamento, nesta quarta-feira, com a vitória de 3 a 0 sobre o Resende, no Maracanã. Antes de a bola rolar ou de celebrar os gols de Lucas Mineiro, Lucão, contra, e Marrony, o Cruzmaltino deixou a rivalidade com o Flamengo de lado em nome da solidariedade. Com a bandeira do maior rival e a frase ‘Em frente, juntos’, estampadas na camisa, o Vasco homenageou as dez vítimas do incêndio no Ninho do Urubu.

Um dos meninos mortos, Pablo Henrique, era primo do zagueiro Werley, visivelmente emocionado durante o minuto de silêncio. Nas redes sociais, o Rubro-Negro agradeceu. A homenagem, porém, rendeu assunto na internet. Muitos torcedores do Vasco voltaram a expressar o luto pela tragédia, mas não aprovaram a homenagem considerada polêmica, no mínimo, em 123 anos de história. Com as emoções acaloradas, o Vasco, manteve o foco dentro das quatro linhas.

Depois do risco de adiamento da semifinal, em razão da previsão de temporal no Rio, a chuva que caiu sobre o Maracanã foi de gols vascaínos. ‘Intruso’ entre os semifinalistas, o Resende não foi páreo para o melhor carioca do Estadual. Mesmo com o favorável retrospecto contra os grandes — vitória sobre o Botafogo e empate com o Flamengo —, a equipe enfrentou um Vasco focado e determinado.

A suspensão da venda de ingressos, por conta da ameaça de fortes chuvas, foi lamentada pelos vascaínos que não presenciaram uma consistente atuação, após o susto contra o Juazeirense-BA, pela Copa do Brasil.

Com iniciativa, o Cruzmaltino ignorou a vantagem do empate e foi para cima. Logo aos 15 minutos, Lucas Mineiro, de cabeça, abriu o placar, após cobrança de escanteio. Com 1,69m, Pikachu voou mais alto para escorar o cruzamento de Cáceres e ampliar, aos 33 minutos. O árbitro validou o gol contra para Lucão, que tentou evitá-lo em cima da linha, sem sucesso.

Ao fim do primeiro tempo, Maxwell, artilheiro do Carioca, com seis gols, não escondeu a decepção com a fraca exibição do Resende. E na volta do intervalo, a situação ficaria ainda pior. Aos 17 minutos, Marrony aproveitou a bobeada do goleiro Ranule para marcar o terceiro. Novidade na semifinal, o VAR, sistema de arbitragem de vídeo, validou o quarto gol do atacante na Taça Guanabara.

Embalado pela sequência de seis vitórias na Taça Guanabara, o Vasco está pronto para a final de domingo, às 17h, no Maracanã, e aguarda o adversário do duelo entre Flamengo e Fluminense, que decidem a outra vaga nesta quinta-feira, também no Maracanã.

O Dia