Servidores continuam paralisados aguardando pronunciamento da justiça em Santa Rita

Sem pagamento, servidores continuam paralisados aguardando pronunciamento da justiça em Santa Rita

IMG_20150120_065713311[1]Com as secretarias de saúde e educação paralisadas sem perspectivas de pagamentos de salários que foram trabalhados em dezembro de 2014, e sem a sensibilidade da gestão em resolver o impasse causando prejuízo aos servidores e a população e  aguardando pronunciamento de uma intervenção da justiça em relação ao bloqueio das contas da prefeitura de Santa Rita, para efetuar o pagamento dos servidores públicos, em mais uma assembleia na manhã desta terça (20), os servidores aprovaram  por unanimidade a continuidade da paralisação no município que já completou um mês.

O Presidente do sindicato José Farias ressaltou na assembleia que a categoria continua unida e coesa em relação a  paralisação em prol de seus salários trabalhados e não recebidos pela prefeitura que foram repassados pelo FPM cerca de 22 milhões aos cofres do município e não repassados aos servidores, que só voltarão a prestar o serviço com salários em dia, afirmou José Farias.

Conforme assessoria jurídica do sindicato dos servidores públicos Evilson Braz afirmou que a categoria está aguardando intervenção de bloqueio para solucionar o pagamento dos servidores de dezembro e já com a folha de janeiro comprometida, além da assessoria que vai provocar o Tribunal de Contas para uma auditoria nas contas públicas em que o prefeito Reginaldo Pereira insisti em dizer que a prefeitura não tem dinheiro, e provar de quais gestores estão faltando com a verdade, declarou o advogado do sindicato.

” Este é o único meio que nos resta aguardando um posicionamento da justiça para resolver a questão salarial dos servidores, haja vista, que o prefeito Reginaldo Pereira que pagar como ele quer, e quando quiser. Estamos tratando de gestão pública com repasses comprovados e que o último quinto dia útil já ultrapassou o limite prudencial”, pontuou Evilson Braz.

Por fim, os servidores públicos aprovaram por unanimidade pela continuidade da paralisação por tempo indeterminado, pelos quais foram aprovados em assembleia geral que os servidores da educação para não comparecer as escolas para realizar o planejamento escolar e reiterando uma nova assembleia na quinta-feira (24) ás 08h30minutos, com caminhada pelas ruas da cidade, disse José Farias.

IMG_20150120_063142249[1]

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente