Sem proposta da gestão Panta, reunião com secretários, vereadores e servidores fracassa e greve continua Santa Rita

Sem proposta da gestão Panta, reunião com secretários, vereadores e servidores fracassa e greve continua Santa Rita

Em meio ao ridículo mais uma vez, os servidores de Santa Rita em greve a dezoito (18) dias, por tempo indeterminado  se submeteram a esperar duas horas nas galerias da Câmara Municipal de Santa Rita como previsto na última visita na quinta-feira (28), para pedir uma reunião com secretários, vereadores e uma comissão sindical para que eles, os secretáris apresentassem uma proposta de reajuste que nesta sexta (8), cuja reunião, fracassou sem proposta concreta para acabar e solucionar o impasse  e por fim a greve e, que não aconteceu, e os secretários na reunião pediram prazos de 15 dias para avaliar uma proposta sob alegação de limites de gastos que não poderia ultrapassar os 54% para não conceder aumento.

“A secretária de educação Edilene Santos negou peremptoriamente aumento de reajuste aos professores, aumento do mínimo de vigilantes e o apoio da educação, além de terço de férias e salários atrasados ainda de 2016, e os terços de férias de 2017, 2018 e 2019 e que iria fazer um estudo e mudou o assunto para o PCCR que estar sendo reformulado e que o município está comprometido com 54% de gastos de pessoal e que segundo na reunião o presidente do sindicato José Farias na saída do ex-prefeito Netinho houve um decréscimo de R$ 450 mil na folha de pagamento e que o secretário finanças não soube responder e reunião fracassa sendo marcada uma nova reunião com a presença do Ministério Público e o Tribunal de Contas-TCE-PB”, declarou o presidente do Sinfesa.

Vejam os vídeos da reunião na galeria da Câmara de Santa Rita:

Lamartine do Vale