João Pessoa 21/03/2019

Início » Câmara em foco » Sem proposta da gestão Panta, servidores de Santa Rita permanecem em greve por tempo indeterminado

Sem proposta da gestão Panta, servidores de Santa Rita permanecem em greve por tempo indeterminado

Veja o vídeo dos servidores em greve com destino a Câmara de Santa Rita para conseguir apoio dos vereadores

Cerca de mais de 300 servidores se reuniram nesta terça-feira (26), na sede do sindicato-Sinfesa ao completar oito (8) dias de movimento grevista e sem proposta da prefeitura de Santa Rita, avaliaram o movimento grevista positivo e que na opinião da maioria dos servidores a greve ganha força e mais com o comparecimento de mais servidores da saúde aderindo ao movimento vai se estendendo e que na assembleia ficou decidido pelo prosseguimento do movimento até enquanto a gestão municipal se sensibiliza e envie uma proposta que venha trazer uma solução e acabar com esse impasse.

Na assembleia na sede do sindicato foi discutida o calendário de atividades do movimento grevista e que a direção do sindicato visitou as creches e escolas na primeira semana e ficou constatada que a maioria dos servidores aderiram a greve, e tão logo, a assessoria do jurídica do sindicato impetrou mandado de segurança para garantir a todos os servidores o ponto dos que aderiram a greve exceto os 30% que dos servidores para gerir a máquina pública assegurou o vice-presidente Martinho e disse ainda que a greve é justa e que a categoria aguarda a gestão Panta para dialogar e discutir reajustes dos servidores, frisou.

“Vai completar três anos que nenhum recebe um reajuste e ainda com salários e terço de férias de 2016 atrasados, que somos obrigados a paralisar as atividades por que o prefeito Panta não quer dialogar e nem recebe ninguém e acima de tudo não reajuste os salários dos servidores do magistério, piso salário do mínimo do pessoal de apoio e vigilantes, terço de férias 2017, 2018, e 2019, não está cumprindo a carga horária prevista em lei, além do descumprimento dos PCRR da educação e saúde e que ainda reduziu salários de professores P1 e que até aposentado e pensionista sofre com a gestão Panta”, afirmou o vice-presidente Martinho.

Por fim, servidores em greve após confirmar pelo prosseguimento do movimento decidiram retornar as ruas de Santa Rita e formalizar atos públicos pela revolta da gestão Panta com o desmonte da administração municipal que não concede reajuste e nem recebe ninguém, pelos quais, visitaram a Câmara de Santa Rita receberam apoio dos vereadores e agendaram uma nova assembleia geral para quinta-feira (7) de Março.

Lamartine do Vale