Sem receber salários, “Conselho Tutelar” de Santa Rita paralisa atividades e afeta vários setores da gestão.

conselho tutelarApós o retorno do vice-prefeito Netinho ao comando da prefeitura de Santa, “os servidores amargam a pior administração de todos os tempos com a política adotada de atraso de salários para com os servidores de todos os setores da gestão pública em toda a história de Santa Rita, foi o que afirmou conselheira tutelar Luciana, “já são dois meses de salários atrasados, os motoristas estão a 4 meses sem receber e o pessoal de apoio também. Já são dois meses trabalhados que não recebemos”, denunciou Luciana em programa de rádio.

A estrutura do conselho tutelar de Santa Rita é composta por 10 conselheiros e é uma função importante e extremante perigosa, haja vista, que combate e exploração sexual contra adolescente alem de outros crimes e sem nenhuma estrutura não poderemos exercer a função que o povo nos delegou no município sem recursos para locomover e sem nosso salário para nos mantermos,” estamos sendo obrigado paralisar as atividades por falta de pagamento”, declarou.

De acordo com a conselheira tutelar Luciana ainda disse, já são dois meses de salários atrasados, os motoristas estão a 4 meses sem receber e o pessoal de apoio também. “Já são dois meses trabalhados que não recebemos salários além de que o prédio do conselho tutelar que abriga as pessoas que estão sob risco passou dois dias sem água e sem energia por falta de pagamento, enfatizou a conselheira.

Contudo, ainda com a denúncia da conselheira o prefeito de Santa Rita Netinho já descumpriu três “TAC” assinado no Ministério Público com o promotor Seráfico da Nóbrega da Nóbrega.

Por fim, a conselheira Luciana informou que na segunda-feira (23), vai informar ao Ministério Público e a juíza de Santa Rita para tomarem uma providencia para que o órgão volte a funcionar e realizar sua função, finalizou a conselheira Luciana.

Lamartine do Vale.