João Pessoa 19/03/2019

Início » Câmara em foco » Sem secretário de Indústria e Comércio da gestão Panta, Santa Rita declina na redução emprego com a 5ª posição PB

Sem secretário de Indústria e Comércio da gestão Panta, Santa Rita declina na redução emprego com a 5ª posição PB

Sem secretário de indústria e comércio e sem uma política de ofertar criação de empregos para os santarritenses, santa Rita amarga o terceiro ano consecutivo e ocupa o 5º lugar no ranking em perda de postos de trabalho com carteira assinada da Paraíba segundo o CAGED, a cidade que já foi considerada uma das maiores economia pujante do estado e reconhecida como a cidade das águas Minerais, Terra dos Canaviais e das Cerâmicas, que ainda se destaca na Agricultura com a produção de Abacaxi e na Pecuária, além de outras atividades que locupletam a cadeia produtiva.

A reportagem do Paraíba Urgente conversou com o presidente da Associação da  Construtores e revelou a queda que caiu 90% de suas atividades no município devido o programa federal e a burocracia da gestão municipal que por várias vezes a prefeitura e o o cartório foram alvos de protestos pelos empresários e que infelizmente a gestão Panta não cuida e nem dialoga com os setores e o resultado é uma queda vertiginos que abala pelo terceiro ano consecutivo redução de postos de trabalho com carteira assinada, que é trágica e que assombra o município por causa da ineficiência do prefeito que não possui um interlocutor para criar solução ou reduzir essa queda.

Segundo o Cadastramento Geral de empregados e Desempregados-CAGED, Santa Rita em 2017 amargou uma queda a cerca de mais 700 postos de trabalho, que em 2018 seguiu na mesma sequência quase duplicando com cerca de 1.470 caindo também para o terceiro ano de gestão Panta com 1.704 postos (CAGED), que na administração não existe secretário de Indústria e comércio e nem uma política de valorização e implementou que segundo os empresários do setor vem dificultando ainda mais para setor produtivo da agricultura e agropecuário.

A única atitude tomada pela gestão municipal foi o aumento na carga tributária e que não se vê benefício no retorno para o município, e que a decadência na falência das empresas é visível com os dados de revelados de perdas de postos de trabalhos que segundo os empresários que não quiseram revelar a identidade é preocupante por que não existe secretário da pasta e até o terceiro ano de gestão Panta não um plano para reverter a crise e iniciativa por parte da gestão e que cada dia Santa Rita vai declinando que nas atuações de outros prefeitos as empresas se instalam e geravam renda.

Ate o presente momento a gestão municpal não se mobilizou para uma solução ou recuperar os empregos perdidos e alavancar o comércio e a indústria de Santa Rita, que em três anos de gestão municpal não foi instalada uma indústria que no início de sua gestão anunciou o polo moveleiro como a situação para gerar emprego e renda para o município que não saiu do papel e que o prefeito Panta inchou a gestão municipal de suplente de vereador pensando eleição de 2020.

Lamartine do Vale