Sem trabalho, modelo venezuelana abandona país em crise e faz sucesso no Brasil

Sem trabalho, modelo venezuelana abandona país em crise e faz sucesso no Brasil

Nascida em Caracas, na Venezuela, Patricia Jurado foi vista por um fotógrafo enquanto passeava em uma praia e convidada para posar para uma revista.

No entanto, com a crise do país, Patricia, que é formada em Direito, viu diminuir drasticamente as oportunidades de trabalho. Foi então que viu na carreira de modelo a oportunidade de deixar para trás a crise que assola a Venezuela.

“A situação política no meu país me fez buscar novas oportunidades. Meu país está vivendo em crise há anos e vi, na carreira de modelo, a oportunidade de construir alguma carreira sólida longe da crise”, revela. “Muitos jovens precisaram sair da Venezuela em busca de um futuro melhor”, acrescenta.

Oposição a Maduro

Segundo a modelo, os tios vivem em asilo político em Madri, na Espanha, por serem opositores do governo de Nicolás Maduro. “Meu tio (Miguel Hernrique Otero) é diretor do único jornal que se opõe ao governo, já que o restante da imprensa é controlada por Maduro. Minha tia (Antonieta Jurado) viaja o mundo liderando debates e discursos em torno dos prisioneiros políticos. Desde Chavez, a Venezuela lida com a crise, em todos os sentidos. Há dificuldade em encontrar alimentação, medicamentos e trabalhos”, afirma.

Além de Patricia, outras pessoas de sua família, incluindo suas irmãs, também precisaram deixar o país após episódios de tensão em meio à crise. “Não era mais possível lidar com a situação. Falta tudo, e precisei partir em busca de um futuro melhor. Há muitas pessoas morrendo, passando fome e necessidades. Minha cidade está entre as mais violentas e perigosas do mundo. É muito triste precisar viver longe de minha família, nunca imaginávamos estar distantes. Por sorte, pude encontrar um caminho alternativo para lidar com a situação, e a oportunidade de trabalhar como modelo me ajudou a seguir rapidamente para outros países em busca de um novo caminho. Só tenho a agradecer a receptividade que tive no Brasil, onde hoje me sinto em casa”, diz.

Escolha pelo Brasil

Patricia, que já atua na área da moda há três anos, acabou seguindo os passos da mãe, que também havia trabalhado como modelo. Hoje, coleciona trabalhos para marcas como Palmolive, Lays e Natura e contabiliza diversos trabalhos nos Estados Unidos e na Itália. No entanto, Patricia escolheu o Brasil para morar, desde julho de 2018.

A modelo integra casting estrelado da agência Joy Model, ao lado de renomadas top models como Lais Ribeiro, a única Angel brasileira da Victoria’s Secret, e Valentina Sampaio, fenômeno transgênero na moda mundial. “O Brasil roubou meu coração. A energia das pessoas me faz sentir em casa. É um país que me abriu portas e sou eternamente grata por isso”.

Jornalista e agitadora cultural, atuou como repórter em rádios como Jovem Pan e Band, videorrepórter na TV Cultura, editora de notícias, lifestyle, TV e Cultura nas empresas Globo.com, Editora Globo, Caras e Portal iG. Casada e mãe, escreve sobre gastronomia no Portal UOL, é colunista da Exame Vip, da Editora Abril, e coordenadora das plataformas EVA e Revista Guia SP, da Jovem Pan.