Senador americano é esfaqueado e seu filho é morto em casa

senador americanoO senador Creigh Deeds, candidato democrata ao governo da Virgínia em 2009, foi encontrado nesta terça-feira esfaqueado dentro de casa. Seu filho foi encontrado morto com um tiro.

O porta-voz da polícia de Virginia, Corinne Geller, não disse quem esfaqueou o senador ou como seu filho foi baleado.

Após receberem ligação de emergência, as autoridades encontraram o senador e o filho em casa, mas não disseram se havia outras pessoas na casa no momento.

“Não podemos confirmar a sequência dos fatos, nem o motivo”, explicou Geller aos jornalistas ao detalhar que acredita que o incidente aconteceu na manhã desta terça-feira, pouco antes de a emergência registrar uma ligação da casa de Deeds.

Deeds foi esfaqueado “várias vezes”, de acordo com Geller, e está em estado crítico no Hospital Universitário da Virgínia em Charlottesville, acompanhado por seus familiares.

Seu filho, Austin “Gus” Deeds, de 24 anos, foi achado morto com um disparo de arma de fogo dentro da residência que o senador possui na zona rural de Bath County, na Virgínia.

A imprensa local, citando fontes policiais e do Partido Democrata, sustenta que Gus apunhalou primeiro seu pai e depois se suicidou com um tiro.

“Temos mais perguntas que respostas atualmente”, disse Geller ao afirmar que se trata de uma investigação “muito complexa”.

Senador desde 2001, Deeds foi candidato democrata ao governo da Virgínia em 2009, mas perdeu para o republicano Bob McDonnell.

Em 2005 tentou o cargo de procurador-geral da Virgínia, quando também foi derrotado por McDonnell.

Deeds se divorciou em 2010 de sua primeira esposa, Pam, com a qual teve um filho, Austin, e três filhas.

Durante a candidatura de Deeds para o governo de Virginia, seu filho acompanhou o pai na campanha eleitoral.

“Ele precisa de mim e eu preciso dele”, Deeds disse a um repórter em 2009, sobre fazer a campanha com Gus.

 

UOL